Frigoríficos menores seguram compra de boi

Frigoríficos menores seguram compra de boi

PARTILHAR
bois-prontos-para-o-abate-frigorifico
Foto: Pro@

Nesta terça-feira (03), as cotações futuras para o boi gordo finalizaram o pregão com desvalorizações na Bolsa Brasileira (B3). Confira as cotações!

O vencimento Dezembro/19 terminou o dia com um recuo de 1,51% e cotado a R$ 208,80/@. O Janeiro/20 está precificado a R$ 199,95/@ e registrou uma queda 2,22% e o Fevereiro/20 teve uma perda de 2,60% e encerrou negociado a R$ 195,10/@.

O pecuarista da região de Três Lagoas/MS, Marco Garcia de Souza, destacou que as indústrias locais registraram uma retração nas negociações nesta semana. “Os frigoríficos pequenos que abastecem o mercado interno relatam dificuldade no escoamento da carne no varejo e os compradores do varejo cancelaram algumas compras, isso mostrou o teto de preços por parte dos consumidores”, comentou em entrevista ao Notícias Agrícolas.

As indústrias estão mantendo cautela nas suas compras diante de um mercado atacado que ainda parece um pouco indefinido. A Informa Economics FNP apontou que os frigoríficos, sobretudo os de maior porte, conseguiram efetivar boas aquisições de gado nos dias anteriores depois que os preços atingiram recordes e passaram a se valer deste suprimento de animais para manter um fluxo mínimo de aquisições que garantam as operações de suas plantas nos diversos pontos do país.

Em seu boletim matinal, a Radar Investimentos ressaltou que divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) nesta terça-feira pode dar uma cor sobre o que esperar da demanda. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB avançou 0,6% no terceiro trimestre em relação segundo e a previsão é de nova alta no quadrimestre. 

Com informações do Notícias Agrícolas.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com