Frigoríficos registram menor margem de comercialização

Frigoríficos registram menor margem de comercialização

Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Este recuo foi puxado principalmente pelos estados de Minas Gerais, Maranhão e Pará.

Na média de todas as praças pesquisadas pela Scot Consultoria, a cotação da arroba do boi gordo terminou a semana passada com 0,9% de retração.

Em São Paulo, o preço do boi gordo ficou em R$146,00/@, à vista, livre de Funrural (26/1). Entretanto, pagamentos acima e abaixo da referência foram comuns, dependendo da programação de abate de cada indústria, que é variável e gira em torno de um a até cinco dias.

O consumo da carne está ruim e em função disso os compradores não fazem ofertas atraentes.

A cotação no mercado atacadista de carne bovina com osso caiu 2,4% frente ao último levantamento. A carcaça de bovinos castrados ficou cotada em R$8,96/kg.

Com a desvalorização da carne com osso, a margem de comercialização dos frigoríficos está no menor patamar registrado desde agosto de 2016. Segundo o indicador equivalente Scot Carcaça a margem de comercialização está em 8,8%.

As Informações são da Scot Consultoria.

-- conteúdo relacionado --
Vendas de adubos foram recordes no Brasil em 2017 De acordo com Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), foram entregues 2,36 milhões de toneladas de adubos no país em dezembro de 2017. O v...
País será principal fornecedor de carne nos próxim... Adolfo Fontes, analista do Rabobank, conversou com o Notícias Agrícolas nesta terça-feira (06) para destacar que, assim como apontavam as expectativas...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com