Funcionário rouba gado do patrão avaliado em R$ 6000

Funcionário rouba gado do patrão avaliado em R$ 6000

PARTILHAR

O adolescente teria roubado cerca de 3 novilhas, avaliadas em R$ 6.000,00, e a motivação seria a vontade de comprar um motocicleta. Ele acabou preso!

Segundo as informações, a Polícia Militar na noite de terça-feira (14/12), prendeu um jovem de 18 anos e apreendeu uma adolescente de 15 anos por furto de gado em fazenda de Rio Verde de MT/MS.

A Guarnição de Serviço da Força Tática foi acionada por um comunicante de 40 anos informando que duas pessoas estavam vendendo gado sem nota fiscal em uma fazenda próxima ao município.

Imediatamente os militares foram ao local e em contato com o comunicante este informou que havia detido um casal ao tentar vender 3 novilhas por R$ 2.000,00 cada cabeça, estas estavam presas no curral aguardando o comprador. Ao entrar em contato com o proprietário da fazenda, este informou que os suspeitos são funcionários dele, mas não teria autorizado a negociação.

O autor confessou aos policiais que estava tentando vender ilegalmente os gados para levantar um valor pra dar entrada na compra de uma motocicleta. Ele falou também que a conversa sobre a negociação com um comprador estava salva no aplicativo de mensagem instantânea.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão aos autores e encaminhados para a delegacia de polícia para as demais providências.

Foto: Polícia

Homem é preso por furto de 260 cabeças de gado; prejuízo é de ao menos R$ 1 milhão

Um funcionário de uma fazenda foi preso segunda-feira (14), em Anastácio, pelo furto de 260 cabeças de gado da propriedade rural. Segundo a Polícia Civil, o homem era de confiança do dono da fazenda e furtou gado no local de agosto a novembro deste ano.

O prejuízo ao dono fazenda é de ao menos R$ 1 milhão. Do total de gado furtado, apenas 14 foi recuperado.

Filho é preso por furtar gado da fazenda do pai em Mato Grosso

Polícia Civil de Mato Grosso prendeu duas pessoas por furto de gado nesta quarta-feira, 9, em Santa Terezinha, que fica a cerca de 1.300 quilômetros de Cuiabá. Segundo as autoridades, 46 cabeças furtadas de duas propriedades do município foram recuperadas.

Um dos suspeitos é filho do proprietário de uma das fazendas furtadas. Ele teria misturado o gado do pai com as outras cabeças furtadas de uma propriedade vizinha, com auxílio de mais uma pessoa, contratou o transporte e fez o embarque nos caminhões.

O delegado de Santa Terezinha, José Ramon Leite, conta que os motoristas que conduziam o gado não tinham conhecimento da origem dos animais e que o erro deles foi fazer o transporte sem a guia de autorização obrigatória, que é emitida pelo Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea). Dessa forma, os dois responderão administrativamente perante o Indea.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com