Conheça a picape mais cara e mais potente do mercado

Conheça a picape mais cara e mais potente do mercado

PARTILHAR

A picape RAM 1500 é a mais cara e mais potente do mercado, equipada com motor V8 Hemi de 400 cv; Seu preço pode passar de R$ 400 mil e esgotou em menos de 24 horas de venda. Confira!

A Ram 1500 Rebel inaugura um novo mercado para a marca no Brasil. “Identificamos que existe interesse por uma picape full size com motor V8 a gasolina no País. O objetivo da 1500 é ser um produto único, a primeira premium muscle truck do Brasil”, explica Kamei. Conheça a picape mais cara e mais potente do mercado!

A RAM 1500 chegará ao Brasil importada dos Estados Unidos. As 100 primeiras unidades desembarcam em abril do ano que vem, e foram vendidas no esquema de pré-venda, pelos R$ 420 mil, já com os opcionais. As unidades esgotaram em menos de 24 horas de vendas!

Segundo a FCA, a picape tem o motor HEMI, que produz 400 cv de potência e 56,7 kgfm de torque, com aceleração de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos. O veículo tem quase 6 metros de comprimento e mais de 2,5 toneladas de peso.

Para conseguir números um pouco mais amigáveis de consumo, o V8 conta com a desativação de cilindros. Uma central identifica quando não há necessidade de tanta potência e torque, corta a alimentação de combustível, as faíscas das velas e fecha as válvulas de admissão e escape em quatro dos oito cilindros. Segundo a RAM, o motor pode trabalhar até 40% do tempo com metade dos cilindros desativados.

A carroceria tem cinco opções de cor: Branco Bright, Cinza Maximum Steel, Prata Billet, Preto Diamond e Vermelho Flame. Por dentro, o revestimento tem duas opções: preto com costuras brancas e detalhes imitando aço escovado no volante, painel e console central ou preto com costuras brancas e vermelhas e detalhes vermelhos.

Na versão Rebel, ela traz motor V8 Hemi de 5.7 litros movido a gasolina. Ele entrega 400 cv e 56,7 kgfm, superando os 365 cv da irmã maior, 2500, que utiliza um motor Cummins 6.7 turbodiesel.

Infelizmente, e mesmo sendo menor, a 1500 supera a 2500 em outro aspecto: o preço. A picape novata será vendida a partir de R$ 399.990, mais do que os R$ 361.990 cobrados pela gigante.

Com os pacotes Night Edition (acabamento escuro no emblema dianteiro,
peito de aço e rodas) e Level II (som Harman Kardon, head-up display, retrovisor interno digital e tampa traseira multifuncional), a cifra sobe para R$ 419.990.

Se o preço é salgado, ao menos a 1500 chega recheada de equipamentos e estilo.

Vamos a lista de equipamentos:

  • central multimídia com tela de 12 polegadas
  • câmera 360°
  • ar-condicionado digital de duas zonas
  • faróis de LED
  • carregamento de smartphone por indução
  • freio de estacionamento elétrico
  • sensores de chuva e crepuscular
  • chave presencial com partida por botão
  • quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas
  • sistema de estacionamento automático
  • controle adaptativo de velocidade (ACC)
  • frenagem automática de emergência
  • detecção de pedestres
  • assistente de permanência na faixa de rodagem
  • 6 airbags
  • teto solar panorâmico
  • bancos de couro com ajustes elétricos, aquecimento e ventilação
  • volante multifuncional com aquecimento.

Irmã menor tem ponto negativo

A 1500 chega com um grande trunfo em relação à 2500. Como tem peso bruto total (PBT) inferior a 3.500 km, ela pode ser dirigida com a habilitação do tipo B.

Mas isso não faz dela uma picape “compacta”. Pelo contrário. Para quem quer comparar a RAM 1500 com os modelos médios do mercado brasileiro, melhor levar em conta que ela tem 5,93 metros de comprimento, cerca de 60 cm a mais do que S10, Hilux, Ranger e cia.

O entre-eixos, de 3,67 m, é maior na mesma proporção, enquanto a largura ultrapassa os 2 metros.

Só que usar a RAM 1500 para levar carga pode não ser um bom negócio. Apesar da generosa caçamba, a capacidade de carga é menor do que o de uma Strada. São apenas 610 kg, contra cerca de 1 tonelada das picapes médias.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com