Gado de corte: prepara-se para a estação de monta

Gado de corte: prepara-se para a estação de monta

vacada-nelore-com-bezerro-ao-pe
Vacas Nelore Foto: Divulgação

É sabido que bezerros “nascidos no cedo” são mais pesados, valorizados e aumentam a lucratividade do pecuarista.

Melhorar a eficiência reprodutiva e promover o melhoramento genético são os pilares do sistema de cria. Em uma fazenda de pecuária de cria é fundamental que as matrizes tenham intervalos entre partos de 12 meses (1 bezerro/ano), que os partos ocorram na melhor época do ano, que a taxa de desmame seja elevada (acima dos 80%) e que os bezerros sejam geneticamente melhorados para que possam aumentar sua performance produtiva.

inseminacao-artificial-vaca-nelore
Foto: Divulgação / Ouro Fino

Importância da IATF

Tendo esses fatores como base é importantíssimo que se estabeleça uma estação de monta na propriedade, para que os bezerros(as) nasçam no cedo entre agosto e setembro. E sem dúvida alguma a IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) foi a técnica inovadora que mais trouxe benefícios para pecuária de cria nos últimos anos.

A IATF viabilizou a utilização da inseminação artificial de forma massiva, programada e eficaz.

As duas principais recomendações atualmente são: fazer 2 IATF (IATF + ressincronização) com repasse de touro ou 3 IATF (IATF + ressincronização + ressincronização), neste último caso, não seria necessário utilizar o repasse com touro e mantendo a taxa de prenhez acumulada acima de 80%, sendo 100% das crias produtos de inseminação artificial.

Regras básicas para se escolher o sêmen

No procedimento da escolha de sêmen, o produtor dispõe de diversos catálogos de Centrais de venda do recurso, obtendo diferentes provas de avaliação genética de seus reprodutores.

Tais provas são divulgadas anualmente pela Embrapa, ABCZ, Conexão Delta, Paint etc., com o registro das diferentes raças, permitindo que alguns reprodutores sejam avaliados em mais de um sumário.

Dessa forma, antes da escolha do sêmen, deve-se atentar para as seguintes provas: DEP (em gado de corte) e sua Acurácia.

DEP é a diferença esperada na média de performance de futuras proles de determinado touro em relação às médias das proles de outros touros que participam da avaliação de uma ou outra característica, por exemplo: Peso ao Nascimento – PN, Peso na desmama- PD, Ganho do nascimento na desmama- GND. Esta prova diz respeito ao gado de corte.

Acurácia é o grau de certeza de uma determinada informação, ou seja, é o que determina a proximidade de um valor estimado em relação ao valor real. Quanto mais alta é a acurácia, maior é a precisão dos resultados finais. Quanto à relação dos percentuais com os rendimentos, acima de 75 % de acurácia é considerada alta a precisão dos resultados, precisão média quando acurácia fica em 50% e precisão ruim quando acurácia abaixo de 50%.

vaca-nelore-parida-de-bezerro
Foto: Onça Agropecuária

Critérios para se estabelecer a estação de monta

O estabelecimento do período de monta vai depender de qual época o produtor deseja que os nascimentos e a desmama ocorram. Como a gestação demora em torno de nove meses e meio, ela deve ter seu início programado por igual período antes da primeira parição.

No Brasil Central, a monta natural deve se concentrar durante a estação chuvosa, na qual há maior disponibilidade de pastagens
de melhor qualidade. Assim, os nascimentos ocorrem durante o período seco, época na qual são baixas as incidências de doenças (pneumonia) e de parasitos (carrapatos, bernes, moscas e vermes).

bezerros-brangus-f1
Foto: Divulgação

Vantagens da estação de monta

A estação de monta coincide com a época de melhor qualidade e maior disponibilidade de pastagem, o que proporciona condições adequadas para o restabelecimento da atividade reprodutiva de fêmeas e reprodutores, resultando em maiores índices de prenhez, devido a alta viabilidade embrionária.

Com sua utilização podemos fazer com que as vacas comecem a parição na época mais propícia do ano (agosto a outubro), quando é baixa a incidência de doenças nos bezerros, como a pneumonia e parasitos,( carrapatos, bernes, moscas e vermes). A concentração de parições, além de facilitar as atividades rotineiras do manejo reprodutivo, propicia também a adoção de outras práticas como: a sincronização dos cios e a inseminação das matrizes.

O descarte de vacas vazias (identificadas durante o diagnóstico de gestação de abril a maio) ocorre antes do inicio da seca, além de liberar o pasto para as fêmeas prenhes, possibilita a seleção de matrizes para melhor eficiência reprodutiva. Maior facilidade de identificação das fêmeas com baixa produção( bezerros leves a desmama) permite identificar animais improdutivos e descarta-los.

A concentração dos nascimentos na época mais adequada do ano resulta em lotes uniformes de bezerros. A estação de monta, permite a adoção com eficiência, de diferentes práticas de manejo, tais como, a desmama precoce, a suplementação, os esquemas de vacinação e vermifugação, que visam à redução da mortalidade e o aumento do peso à desmama, reduzindo substancialmente os custos de produção.

A desmama dos bezerros aos 6-7 meses de idade, efetuada de fevereiro a abril, elimina o estresse da amamentação durante a seca. Um período longo de descanso do reprodutor garante uma plena recuperação do touro; proporcionando menos desgaste e melhores condições para a manutenção da atividade reprodutiva.

Os machos inférteis e com baixa fertilidade, podem ser identificados e substituídos, por meio de exames andrológicos completos, nos meses que antecedem a estação de monta.

O custo de implantação da estação de monta em uma propriedade é zero.

tronco-para-inseminacao
Foto: nutroeste.com.br

PARTILHAR

Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.