Em leilão, Galo Índio Gigante é vendido por R$ 63 mil reais

Em leilão, Galo Índio Gigante é vendido por R$ 63 mil reais

cassino-da-diamante-galo-indio-gigante
Lote 11 - Cassino da Diamante 342A / Foto: Divulgação

Leilão de galo índio gigante realizado pela Connect Leilões vendeu várias aves e finalizou com média de R$ 11 mil reais por animal

O Índio Gigante são aves popularmente conhecidas como o “Nelore da avicultura” das aves caipiras e têm sido cada vez mais adquiridas por pequenos produtores rurais que tem como objetivo melhorar o seu galinheiro e ou criar aves exóticas.

Ele é o verdadeiro rei do terreiro. Com pernas longas e corpo esguio, o galo índio gigante se destaca entre os galináceos por medir mais de um metro de altura e, em alguns casos, atingir mais de 6 kg de peso. A raça nasceu de cruzamentos entre galinhas caipiras e aves de combate, resultando em exemplares rústicos e com alta produção de carne.

Leilão de Galos e Matrizes de Índio Gigante

Promovido pela Connect Leilões de Londrina o evento foi realizado no último dia 23 de setembro na cidade de Jaguariúna-SP. Organizado por Haroldo e Diogo Poliselli, proprietários da Diamante Índio Gigante contou com a venda de 30 animais, 12 reprodutores e 18 matrizes. O animal mais valorizado durante o leilão foi o Scott da Diamante, que saiu pela bagatela de 12 parcelas de R$ 4.500,00 que dá um total de R$ 63.000,00 e o comprador foi do estado do Mato Grosso.

scott-da-diamante galo indio gigante
Scott da Diamante vendido por R$ 63.000,00 / Foto: Connect Leilões

Scott da Diamante, com 1,21 metro. O animal é o que mais concentra sangue do lendário Pajé da Diamante em sua linhagem.

Outro animal de destaque foi o Rock da Diamante que saiu por R$ 28.000,00, animal foi adquirido por comprador do estado de  Goiás. Os números final do leilão teve média de galos em R$ 15.376,67 e galinhas de R$ 8.353,33 e todos os 30 animais foram comercializados.

Com 1,26 de comprimento, Voodoo Da Diamante é o maior galo do Brasil

voodoo-da-diamante-galo-indio-gigante1
Fabrício Tenório da Silva, filho de um dos funcionários do Criatório Diamante, com o galo Voodoo, de 1,26 metro. Foto: Haroldo Poliselli/Criatório Diamante

O maior galo do mundo, com 1,26 metro de comprimento, vive no interior de São Paulo e é “sobrinho” do animal que já obteve esse posto no ano passado. As medidas foram confirmadas pela Associação Brasileira dos Criadores de Aves da Raça Índio Gigante (Abracig), que tem 50 associados em todo o País.

O animal, chamado de Voodoo, nasceu em outubro de 2016 e ainda não está em fase reprodutiva, diz Haroldo Poliselli, um dos sócios do criatório Diamante Índio Gigante, onde o animal vive. O local tem também a maior galinha do mundo, a Mamba da Diamante, com 1,09 metro.

Os machos desta raça têm altura a partir de 1,05 metro e as fêmeas, de 90 centímetros. Os animais entram no período de maturidade aos oito meses de idade.

Essa façanha foi legitimada pela Associação Brasileira dos Criadores do Índio Gigante (ABRACIG), entidade que assiste criadores da espécie nacionalmente.