Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Gambá infectado por raiva? Caso raro alerta sobre circulação do vírus

Os sinais neurológicos detectados sugerem a forma da doença transmitida por morcegos, indicando a possibilidade de transmissão entre morcegos e gambás.

Um raro caso de um gambá-de-orelha-branca (Didelphis albiventris) infectado com raiva, encontrado no Parque Bosque dos Jequitibás, região central de Campinas, acende um alerta sobre a presença do vírus em ambientes urbanos. Pesquisadores do Instituto Adolfo Lutz e da Universidade de São Paulo (USP), em parceria com profissionais da saúde de instituições públicas, determinaram que a causa da morte do gambá foi meningoencefalite causada por infecção pelo vírus da raiva.

Publicado na revista Emerging Infectious Diseases, o estudo destaca a importância de monitorar mamíferos que podem ser vetores do vírus, especialmente animais negligenciados por vigilância, como os gambás. Eduardo Ferreira Machado, que conduziu a pesquisa, alerta que, embora a variante de raiva de cães não seja mais detectada em São Paulo devido às campanhas de vacinação, é crucial monitorar outros mamíferos.

Os sinais neurológicos detectados sugerem a forma da doença transmitida por morcegos, indicando a possibilidade de transmissão entre morcegos e gambás. A transmissão pode ocorrer pela interação entre esses animais, que competem por habitats naturais e fornecidos por humanos, como sótãos de casas. Gambás predando morcegos é uma possível rota de transmissão.

José Luiz Catão Dias, professor da FMVZ-USP, destaca a importância de monitorar gambás nas cidades, pois eles podem ser uma ponte entre animais silvestres e humanos, trazendo a raiva e outras doenças. Ele coordena um projeto de vigilância em marsupiais neotropicais, incluindo os gambás.

O estudo desafia a ideia anterior de que os gambás são resistentes ao vírus da raiva, mostrando que a transmissão ocorre e precisa ser monitorada.

Fonte: Agência FAPESP

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM