Bolsonaro corta IPI e carros ficam mais baratos!

PARTILHAR
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Governo Federal reduz IPI de automóveis e outros produtos industrializados em até 25%; Confira abaixo como deve ficar o preços dos 10 carros mais vendidos do Brasil!

O Governo Federal anunciou que está promovendo, por meio de decreto, uma redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de uma série de produtos, incluindo eletrodomésticos da linha branca e automóveis, ficando de fora aqueles nocivos à saúde, como cigarros.

O presidente Jair Bolsonaro decretou nesta sexta-feira, 25, um corte linear de 25% na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O decreto foi publicado em edição do Diário Oficial da União (DOU). A medida beneficia todos os setores tributados, exceto tabaco e derivados. Confira abaixo os impactos para a compra de automóveis para a população brasileira!

No caso de automóveis que transportem até dez pessoas, o decreto previu uma redução de 18,5% no IPI. Porém, por conta do regime diferenciado de tributação do setor, na prática o corte será de 25%, explicou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“É o marco da reindustrialização do Brasil”, disse Guedes a jornalistas.

Falando especificamente dos automóveis, a redução será de 18,5% na teoria, mas na prática pode chegar aos mesmos 25% dos demais produtos. Isso em virtude de políticas de incentivo que proporcionarão esse benefício maior, significando sim uma possível diminuição nos preços praticados nos veículos zero km a venda no país.

Segundo ele, o corte beneficia mais de 300 mil empresas. A renúncia fiscal será de R$ 10 bilhões para a União e R$ 10 bilhões para Estados e municípios, estimou o ministro.

No entanto, fica difícil num primeiro momento precisar como pode ser essa redução em termos de valores, mas sabemos que já está vigente, uma vez que o decreto entrou em vigor na data de publicação. Já no que tange aos impactos para o governo, o ministro da Economia Paulo Guedes diz que “As mudanças adotadas representam uma diminuição da carga tributária de R$ 19,5 bilhões para o ano de 2022, de R$ 20,9 bilhões para o ano de 2023 e de R$ 22,5 bilhões para o ano de 2024”.

Na conversa com os jornalistas, Guedes queixou-se dos benefícios fiscais concedidos à Zona Franca de Manaus. Segundo ele, não fossem as isenções concedidas às empresas ali instaladas, o corte no IPI poderia ter sido de até 50%.

Anfavea: Redução do IPI é relevante e bem-vinda

A Anfavea, entidade que representa as montadoras instaladas no País, considerou “bem-vinda” a redução das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).”É sempre muito bem-vinda qualquer proposta que alivie a pesada carga tributária que incide sobre a indústria de transformação no Brasil, sabidamente uma das mais elevadas do mundo”, comentou, em nota, o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

A extinção do IPI e a simplificação do sistema tributário são pautas defendidas pela associação das montadoras há bastante tempo, lembrou o executivo, para quem o corte do imposto cobrado dos produtos industrializados foi “relevante”.

“A redução do Custo Brasil é benéfica não só para o setor industrial, mas também para a geração de empregos, para os consumidores e para a sociedade como um todo”, concluiu o presidente da Anfavea.

Redução de IPI: como deve ficar o preço dos 10 carros mais vendidos

Com base no estudo da Bright que mostra quais devem ser as novas alíquotas, fizemos um levantamento de quais seriam os preços dos 10 veículos mais vendidos do Brasil. Para isso foi usado dados de emplacamentos de janeiro, já que os do fechamento de fevereiro da Fenabrave ainda não estão disponíveis.

Também considerou o preço de tabela para o Estado de São Paulo na versões de entrada de cada um dos carros. Importante pontuar que a proposta de cálculo foi feita levando em conta que montadoras ou importadoras repassem integralmente a redução de IPI para o consumidor final.

  • Fiat Strada: R$ 94.074 vai para R$ 92.352
  • Hyundai HB20: R$ 74.590 vai para R$ 73.687
  • Chevrolet Onix: R$ 74.620 vai para R$ 73.717
  • Jeep Renegade: R$ 128.115 vai para R$ 125.770
  • Jeep Compass: R$ 164.280 vai para R$ 161.273
  • Hyundai Creta: R$ 121.690 vai para R$ 120.415
  • VW T-Cross: R$ 108.890 vai para R$ 107.572
  • VW Gol: R$ 69.790 vai para R$ 68.945
  • Chevrolet Onix Plus: R$ 84.430 vai para R$ 83.408
  • Fiat Toro: R$ 137.990 vai para R$ 135.464

“Mesmo com uma redução significativa das alíquotas do IPI, a redução de preços será limitada devido à carga ainda pesada que os outros impostos causam na ponta de varejo”, pontua.

Para os veículos, a redução foi de 18,5%, com diferentes alíquotas de acordo com as categorias, diferenciadas pela capacidade cúbica do motor, a popular cilindrada. Para demais produtos, o valor chegou a até 25% da alíquota.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com