Governo federal e estadual alteram calendário da vacinação contra aftosa em Mato...

Governo federal e estadual alteram calendário da vacinação contra aftosa em Mato Grosso

PARTILHAR

Solenidade ocorreu durante exposição agropecuária, industrial e comercial em Rondonópolis

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, assinaram nesta sexta-feira (12) protocolo que altera o calendário de vacinação no estado, com exceção do Baixo Pantanal. A solenidade ocorreu durante a visita do ministro à 44ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial do Sul de Mato Grosso (Exposul), em Rondonópolis.

A partir do ano que vem, haverá uma inversão do calendário: em maio, todos os bovinos e bubalinos do estado deverão ser imunizados contra a doença. Já em novembro, a obrigatoriedade será apenas para os animais com até 24 meses.

Blairo disse que a mudança atende a uma reivindicação do setor produtivo e ajudará no manejo do rebanho, numa época mais favorável à produção de bezerros: “Estudos mostram que, quando o produtor vacina em novembro vacas prenhas ou que estão amamentando, elas têm problema de abortamento. Com a inversão do calendário, o ganho vai ser para o produtor”.

Em novembro deste ano, no entanto, a vacinação ainda permanecerá a mesma, ou seja, todos os animais precisam receber a dose da vacina.

No Baixo Pantanal de Mato Grosso, o calendário continua inalterado: todos os bois e búfalos devem ser imunizados no período de 1º de novembro a 15 de dezembro.

O Ministério da Agricultura autorizou a mudança e o governo de MT deverá agora regulamentá-la para passar a valer em 2017.