Guerra e China travam o mercado mundial de Feijões

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Taxas de câmbio, fretes, lockdown por Covid-19 na China e até a guerra, fizeram com que nem todo o produto fosse escoado.

Boa notícia para todos no mercado de Feijão. Hoje deve ser o último dia de chuvas nas regiões produtoras no Sul do Brasil. A partir de amanhã, segundo a meteorologia, devemos ter temperaturas amenas que permitirão, até o final de semana, voltar a colheita das lavouras que estejam prontas. No Feijão-carioca, ontem foi reportado um lote no Paraná vendido por até R$ 390, logicamente produto nota 9 acima.

Todo nível de preços tem sido reportado para Feijões intermediários, porém o mercado segue com pouca oferta. É bem provável que cestas básicas passem a optar, onde isso é possível, por Feijões-pretos e caupis devido aos preços. Há algum estoque de Feijões-caupis ainda no mercado, colhidos no ano passado. Os diversos problemas no comércio exterior bem conhecidos, que vão de taxas de câmbio a fretes, passando por Covid-19 na China até mais recentemente a guerra, fizeram com que nem todo o produto fosse escoado.

Fonte: Ibrafe

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com