IATF: Vendas de sêmen em 2017 tem recuperação

IATF: Vendas de sêmen em 2017 tem recuperação

novilhas-girolando
Foto: Mafra Assessoria Bovina

Presidente da ASBIA Sergio Saud destaca em entrevista que as vendas de sêmen no primeiro semestre de 2017 cresceram

O Programa “Fala Carlão” do Grupo Publique conversa com o Presidente da Asbia Sérgio Saud, durante o programa eles conversaram sobre os números do setor no primeiro semestre de 2017, que mostrou nítido crescimento.

Foi divulgado oficialmente hoje pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA) o Relatório ASBIA Index 2017, que mostra o desempenho do setor no primeiro semestre deste ano.

O primeiro semestre foi bastante positivo com crescimento de 7,6% na comercialização de sêmen, 25% na Pecuária leiteira sendo que a raça Girolando foi a que mais cresceu entre as leiteiras, um aumento de 24,8% nas vendas de sêmen.

“A expectativa é que o crescimento continue no segundo semestre e que tenhamos um ano com o crescimento acentuado.” Acrescentou Saud.

gado-nelore-no-curral
Foto: Fazenda Noroeste – MG

O procedimento da IATF tem um custo de 2% sobre a produção da pecuária e muitos pecuaristas tem se adequado à este novo cenário e tem tido vários resultados positivos.

Saud ainda fala sobre os números que na Pecuária de Corte o Angus e Nelore encabeçam as vendas como as raças mais importantes, no leite o gado Holandês e Jersey saem na frente entretanto houve um grande crescimento da raça Girolando e Gir.

O grande destaque do levantamento ficou com a pecuária de leite, com um salto de 24,8% em relação ao mesmo período de 2016. E, acompanhando este número, um crescimento de 28% nas vendas de botijões até 20 litros. A recuperação do preço de leite e a estabilidade dos custos de produção em patamares menores interferiram nos resultados. Demonstra claramente uma recuperação, mas este crescimento ainda não é suficiente.

Também como era previsto pelo mercado, a pecuária de corte, mesmo impactada pela série de acontecimentos como Operação Carne Fraca, Funrural, crise política envolvendo a JBS, e consequentes quedas no preço da arroba, sofreu pequena queda de -3,4%. Os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul respondem por mais de 33% deste mercado.

Confira o programa na íntegra aqui: