Importância dos sistemas de seleção e melhoramento genético

Importância dos sistemas de seleção e melhoramento genético

mercado do boi gordo touros nelores
Foto: Reprodução

Atualmente há diversas ferramentas que podem auxiliar no processo de seleção de um touro para a Pecuária de Corte.

Entre elas estão os diferentes programas de melhoramento genético que são desenvolvidos por associações das raças e pesquisadores em todo o Brasil, são eles:

As características avaliadas em cada sumário impactam diretamente na produtividade de uma propriedade, como por exemplo: ganho de peso na desmama e ao sobreano; habilidade maternal; precocidade sexual; acabamento; qualidade e rendimento de carcaça.

Touros melhoradores para ganho de peso impactam na propriedade como forma de diminuir a idade de abate, aumentam o desfrute e liberam áreas para o aumento de números de bezerros nascidos por ano. Animais voltados para habilidade maternal e precocidade sexual produzem, na propriedade, fêmeas que vão emprenhar mais cedo e que vão desmamar bezerros mais pesados. Já os touros ideais para qualidade e rendimento de carcaça produzem animais ao abate com carcaça mais pesada e com mais rendimento da porção comestível.

É importante ressaltar que cada propriedade possui um sistema diferente no que diz respeito a qualidade do plantel, manejo e metas a serem atingidas. Antes de utilizar um touro provado, é necessário conhecer as condições de cada propriedade para selecionar o animal apropriado e maximizar a lucratividade da fazenda.

Embora todos estes sumários e ferramentas estejam disponíveis, muitos pecuaristas continuam adotando o critério visual na hora de trabalhar as características de seus rebanhos, acasalando os animais por morfologia e biótipo. Esta é uma ferramenta que deve estar aliada as avaliações dos sumários, selecionando animais de biótipo moderado, com ótimos aprumos, correção de umbigo, comprimento e largura de lombo. Apesar de serem visuais, são características que impactam também na lucratividade de uma propriedade.

Seja por falta de informação ou por não saber como interpretar as provas, muitos pecuaristas deixam de agregar valor a seus animais quando não reforçam seus sistemas de seleção. Por isto, é necessário que todos os produtores tenham informações precisas de critério de seleção e melhoramento genético, para que possam identificar os melhores reprodutores morfologicamente e geneticamente, atingindo superior produtividade.

Fonte SEMEX, Por: Antonio Carlos Sciamarelli Júnior, gerente de Gado de Corte Semex, e Leonardo de Freitas Beraldo, supervisor Técnico Comercial Tairana.

 

1 COMENTÁRIO