Incra certifica uso de drones no georreferenciamento de imóveis rurais

Incra certifica uso de drones no georreferenciamento de imóveis rurais

PARTILHAR
Fonte: XMOBOTS

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária publicou ontem (19/02) em Brasília a Norma de Execução Nº 2 que autoriza o uso de drones para o georreferenciamento de imóveis rurais no Brasil.

A norma foi elaborada após a entrega do relatório técnico que atestou a qualidade dos produtos cartográficos elaborados a partir de aerofotogrametria por Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs).

O anúncio oficial da publicação da Norma Técnico ocorreu hoje, 20/2, durante a oficina Cadastro e Georreferenciamento na Administração de Terras, evento que ocorre nos dias 20 e 21 e que conta com a presença de servidores da autarquia, além de representantes da Rede Interamericana de Cadastro e Registro de Propriedade, do Comitê Permanente sobre Cadastro na Iberoamérica (CPCI) e Organização dos Estados Americanos (OEA).

A aprovação do uso de drones no georreferenciamento de imóveis rurais ocorreu após a realização de projetos pilotos realizados por servidores do Incra utilizando os drones Echar 20C HA e Nauru 500B HA, ambos desenvolvidos e fabricados pela empresa brasileira xmobots®. Os equipamentos, embarcados com sistema HA (High Accuracy – RTK embarcado), permitem a obtenção de produtos fotográficos com a acurácia posicional dentro dos padrões exigidos pelo Incra.

No documento publicado esta semana, a autarquia estabelece as diretrizes para avaliação da acurácia posicional absoluta gerada pelas imagens obtidas com os drones, como a utilização de pontos de checagem/verificação, teste estatístico que comprove as discrepâncias posicionais planimétricas ao nível de confiança de 95% (utilizando o método de Shapiro-Wilk), entre outras.

Para Giovani Amianti, presidente da xmobots®, a publicação da norma é um marco para o setor de drones e abre um novo leque de possibilidades de aplicações com aeronaves remotamente pilotadas. Ele enfatiza que, além de comprovar a acurácia dos produtos gerados, os VANTs também otimizaram o trabalho dos servidores que conduziram os testes, conforme o próprio Incra descreveu em reportagem publicada no site da autarquia em novembro de 2017.

Para conferir a Norma de Execução nº 2 na íntegra, clique aqui.

Para conhecer mais sobre o Echar 20C HA, um dos drones usados pelo Incra na validação da tecnologia, clique aqui.

Fonte: XMOBOTS

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com