Insumos pesaram no bolso do pecuarista em 2018

Insumos pesaram no bolso do pecuarista em 2018

PARTILHAR
gado-comendo-milho
Foto: Divulgação

As altas de preços do milho e farelo de soja em 2018 prejudicaram o poder de compra do pecuarista, frente a estes insumos.

Durante o período da seca, em alguns meses foram necessárias mais de dez arrobas de boi gordo para a compra de uma tonelada de farelo de soja em São Paulo. Para uma comparação, em 2017, essa relação ficou entre sete e oito arrobas de boi gordo por tonelada de farelo. 

Para o milho, a relação de troca em São Paulo, que em 2017, ficou próxima de cinco sacas adquiridas com o valor de uma arroba de boi gordo, chegou a 3,4 sacas por arroba em maio de 2018 (pior relação do ano).

Para 2019, a previsão é de preços menores para o milho e farelo de soja, e de cotações maiores para arroba do boi gordo. A relação de troca frente a estes insumos deverá melhorar.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com