JBS compra Rivalea por US $ 135 milhões

JBS compra Rivalea por US $ 135 milhões

PARTILHAR
JBS
(JBS/Divulgação)

A aquisição está concluída a aprovações regulatórias, incluindo por órgão de defesa do consumidor e da competição na Austrália, acrescentou a JBS.

A JBS anunciou nesta terça-feira um acordo para comprar uma processadora de carne suína australiana Rivalea, da empresa listada de Cingapura QAF, em um negócio avaliado em um total de 175 milhões de dólares australianos, ou 135 milhões de dólares.

Em comunicado ao mercado, a JBS disse que a Rivalea é líder na criação e processamento de carne de porco na Austrália, responsável por 26% dos suínos processados ​​no mercado local, e que com uma operação diversificará seus produtos no país.

“Com a aquisição da Rivalea, a JBS assume liderança no processamento de suínos na Austrália. Adicionamos marcas importantes ao nosso portfólio e criamos melhores condições para acelerar o crescimento dos negócios de valor agregado e marca no país, além de fortalecer a nossa plataforma de exportação ”, disse em nota o CEO Global da JBS, Gilberto Tomazoni.

A operação envolvida a compra pela JBS de 100% da Rivalea Holdings Pty e 100% da Oxdale Dairy Enterprise junto à QAF.

A Rivalea tem faturamento anual de aproximadamente 400 milhões de dólares australianos (310 milhões de dólares) e geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 37 milhões de dólares australianos, informou a JBS no comunicado.

A empresa australiana possui duas unidades fabris e mais de mil colaboradores.

A aquisição está concluída a aprovações regulatórias, incluindo por órgão de defesa do consumidor e da competição na Austrália, acrescentou a JBS.

JBS anuncia lançamento de título ligado à sustentabilidade

A JBS informou nesta terça-feira o lançamento no exterior de um Sustainability-Linked Bond, atrelado ao compromisso de redução de emissões de gases de efeito estufa feito pela companhia.

“Trata-se da primeira operação do tipo entre empresas do setor no Brasil”, disse a empresa, por meio da assessoria de imprensa.

Os papéis têm vencimento em janeiro de 2032. Valores não foram mencionados na nota.

A companhia disse que informará ao mercado sobre os resultados, bem como as taxas de juros, após a finalização da emissão.

A JBS disse que pretende utilizar os recursos para estender o prazo médio de dívidas, refinanciando compromissos de vencimentos mais curtos, além de cobrir outros propósitos corporativos gerais.

A estrutura do título ligado a metas de sustentabilidade se alinha com a estratégia de reduções de emissões da empresa, traçada pelo Compromisso Net Zero 2040, anunciado em março, disse a JBS.

A emissão conta com este sindicato de instituições: Santander, Barclays, Bradesco BBI, BTG Pactual, Mizuho e XP.

Os ratings esperados para a emissão são Ba1 pela Moody’s e BB+ pela Fitch, segundo a JBS.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.