JBS é denunciada por prejudicar abates no MS

JBS é denunciada por prejudicar abates no MS

PARTILHAR
jbs fachada escritorio
Foto: Divulgação

Segundo Associação, a gigante JBS executou manobras para prejudicar os abates no Mato Grosso do Sul.

A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) denunciou manobras feitas pela unidade do JBS de Coxim, ao Norte do Estado, que no passado teve suas atividades paralisadas, retornando este ano mas sem qualquer interesse de retomar os abates regularmente, além de ter cortados abonos e bonificações pagos aos pecuaristas como prêmios e ainda comprando com prazos superiores a 30 dias.

A denúncia foi encaminhada por escrito pela entidade ao secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, ao secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, com cópia ao governador do Estado Reinaldo Azambuja.

Segundo o presidente da Acrissul, entidade denunciante, Jonatan Pereira Barbosa, após retomar os abates este ano a unidade do JBS de Coxim, fez uma ‘maquiagem’ no prédio para simular funcionamento já que recebe benefícios, inclusive em dinheiro, de instituições estatais. Reduziu de 400 para 100 cabeças/dia os abates, sem quaisquer bonificações aos pecuaristas e pagando com prazos superiores a 30 dias, prejudicando todo o mercado da região.

acrissul denuncia jbs
Protocolo de denúncia

“As instalações na verdade estão sendo usadas, conforme temos recebidos denúncias de pecuaristas da região, apenas para treinamento de funcionários, sendo que os que mais se destacam estão sendo removidos para outras unidades, como a de Campo Grande”, comenta Jonatan Barbosa.

Na correspondência enviada às autoridades, a Acrissul apela para que o Governo do Estado, sendo sério e com boas intenções, não merece ser enganado pelo JBS. A entidade aguarda que sejam adotadas severas providências contra esta ocorrência lamentável e que os culpados sejam rigorosamente punidos.

Fonte: Acrissul

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.