Leilão IZ: 1 milhão e acesso de produtores à tecnologia

Leilão IZ: 1 milhão e acesso de produtores à tecnologia

leilao-touros-iz
Foto: Reprodução

Leilão IZ de Reprodutores, Matrizes e Embriões do IZ arrecada mais de R$ 1 milhão e possibilita acesso de produtores à tecnologia.

A tecnologia do Programa de Melhoramento Genético do Instituto de Zootecnia (IZ), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, esteve à disposição dos produtores de todo o País durante o “Leilão anual de Reprodutores, Matrizes e Embriões”. O evento foi realizado nos dias 6, com o arremate virtual de embriões, e no dia 7, com o Leilão de Reprodutores – Linhagem IZ, uma linhagem de peso, no Centro de Pesquisa em Bovinos de Corte, em Sertãozinho.

O secretário Arnaldo Jardim, que participou do leilão presencial, destacou a presença da cadeia produtiva brasileira e os avanços do IZ para o aperfeiçoamento da pecuária. “O Instituto tem firmado vários convênios com empresas na busca por melhorias do manejo e da genética. E este leilão é uma forma de permitir acesso dos criadores às novas tecnologias, aproximando o setor produtivo do conhecimento, como nos determina o governador Geraldo Alckmin”, disse, durante o evento que contou com a presença de mais de 250 pessoas no local, além de participantes de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Paraná, Pará e Tocantins.

No total, foram arrecadados mais de R$ 1 milhão com a venda de 165 animais, das raças Nelore, Guzerá e Caracu, com características diferenciadas propiciadas pelo programa. No dia 6, o leilão virtual de “Embriões Nelore” disponibilizou 270 embriões, oriundos do “Programa CRV IZ Lagoa Embryo”.

De acordo com a diretora do IZ, Renata Helena Branco Arnandes, esta edição do leilão superou as expectativas, com valor arrecadado com embriões, matrizes e reprodutores superior ao do ano passado. “O papel do Instituto é fomentar a genética e a cadeia produtiva de proteína animal do Brasil, por meio de um trabalho sério e comprometido com o desenvolvimento sustentável”, disse.

Foram comercializados 165 animais linhagem IZ das raças Nelore, Guzerá e Caracu, com uma média geral de R$5.764,86 das três raças. O Caracu Latice IZ teve a maior cotação, vendido a R$22.000,00. Vale lembrar que no leilão virtual, que ocorreu em Araçatuba (SP), foram comercializados 270 embriões Nelore, no valor total de R$211.000,00, com uma média de R$781,48 e 54 matrizes Nelore e Guzerá a R$159.750, alcançando o preço total de R$370.750, uma média geral de R$2.958,33.

Foram 77 exemplares da raça Nelore, que totalizaram R$ 452.000,00. A média foi de R$ 5.870,00 e das 10 fêmeas Nelore foi de R$43.600,00, uma média de R$4.360,00, além de 44 fêmeas Guzerá, totalizando R$116.150,00, uma média de R$2.639,77. Na raça Caracu, foram ofertados 18 animais, somando R$95.200,00, uma média de R$ 5.288,89. Na raça Guzerá foram negociados 16 reprodutores à média de R$ 5.793,75, totalizando R$ 92.700,00.

Eficiência

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Arnaldo Manoel Machado Borges, destacou a sinergia entre o instituto e o setor produtivo. “Todos os reprodutores que utilizamos transmitiram as características com as quais o IZ trabalha: fertilidade, habilidade maternal, precocidade e acabamento de carcaça e longevidade”, explicou, destacando a eficiência em monta natural dos animais, devido à conformação do aparelho reprodutor.

“O trabalho do IZ em provas de ganho de peso ajudou no desempenho da raça Nelore, não só para o rebanho brasileiro, mas também internacional, porque é um trabalho feito com critério a partir da genética tradicional. Essa conquista do mercado internacional, que reconhece a carne brasileira como de qualidade se deve à raça Nelore e ao trabalho do IZ”, finalizou o dirigente da ABCZ.

Participante de outras edições do leilão, o produtor Walter Jorge Paulo Filho, da Fazenda Água Preta, de São Félix do Araguaia (MT), já adquiriu reprodutores com a tecnologia desenvolvida pelo IZ. “O instituto trabalha com uma linhagem pura, funciona como um tempero para o rebanho, devido as características como ganho de peso”, destacou o produtor, que arrematou um dos animais de maior valor na edição anterior do leilão.

O rebanho do IZ conhecido como “Linhagem IZ, uma linhagem de peso” é praticamente fechado à introdução de material genético externo, e pela evidente capacidade dos touros e matrizes em “colocar velocidade de crescimento e músculo” nos bezerros.

Nesse ano, a novidade está na incorporação das informações genômicas aos dados de pedigree dos animais avaliados. A genômica fornece acurácia adicional à predição da diferença esperada na progênie (DEP) dos animais e melhora a eficiência do processo de seleção. A Seleção Genômica pode ser definida como a seleção de milhares de marcadores e tem por objetivo utilizar os conhecimentos da genética molecular como ferramenta auxiliar na predição das DEPs para uma seleção mais eficaz.

Assessora de Imprensa
Secretaria de Agricultura e Abastecimento
Instituto de Zootecnia