Livre demanda: criadores querem autonomia na escolha de touros

Livre demanda: criadores querem autonomia na escolha de touros

PARTILHAR
Foto: Divulgação

O presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, o diretor da ABCZ, Valdecir Marin Júnior, o Superintendente Técnico da ABCZ, Luiz Antonio Josahkian, e o Superintendente Adjunto de Melhoramento Genético, Henrique Torres Ventura, estiveram em Ribeirão Preto (SP) na quinta-feira (23/02) a convite de um grupo de criadores e técnicos de vários estados brasileiros. Durante o encontro, foi reivindicado apoio da Associação junto ao MAPA para o livre comércio de sêmen de reprodutores zebuínos. O grupo fundamenta sua reivindicação no fato de que existem reprodutores que podem colaborar com a genética das raças em diversas características que atualmente não estão contempladas em avaliações quantitativas.

“Hoje, para que o material genético seja comercializado no Brasil é necessário que a avaliação genética do reprodutor atinja índices mínimos estabelecidos pelo MAPA. A reivindicação desse grupo de criadores é que seja implantada política de livre demanda de mercado. Contudo, todas as informações das características avaliadas seriam obrigatoriamente publicadas, para que o consumidor possa tomar a decisão de forma consciente”, explica Josahkian.

Participaram da reunião na Chácara 2L, dos pecuaristas Adir e Paulo Leonel, criadores e técnicos dos estados de Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Tocantins e São Paulo. O presidente da ABCZ declarou que a demanda é válida e será analisada e discutida pela equipe da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu.

Fonte ABCZ