Maio: preço de boi, frango e suíno perto da curva sazonal

PARTILHAR
Bilhões de animais são abatidos anualmente para alimentar a população — Foto: Pixabay

A média das médias para os três animais recuou mais de 4% em relação ao mês de abril, retornando a valores próximos aos da curva sazonal.

Há menos de um mês o AviSite comentou que boi, suíno e frango vivos vinham apresentando, em 2022, comportamento oposto ao da curva sazonal de preços, pois, a despeito de terem fechado o primeiro bimestre com valores substancialmente inferiores aos sazonais, recuperaram posições no bimestre seguinte. Assim, enquanto a curva sazonal (reflexo, apenas, dos períodos de safra e entressafra da carne) indicava, para o mês de abril, cotação apenas 1% superior à média do ano anterior, o valor efetivamente registrado foi 7,5% inferior.

Porém, em maio passado, o comportamento sazonal voltou a se manifestar em toda plenitude. Pois a média das médias para os três animais recuou mais de 4% em relação ao mês de abril, retornando a valores próximos aos da curva sazonal.

É verdade que, mesmo com o retrocesso, a média mensal continuou acima do apontado pela curva sazonal, superando-a em 3,1%. Porém, esse ganho foi determinado, sobretudo (e quase exclusivamente), pelo frango vivo, cujo valor médio no mês, embora já em retrocesso, ficou 20% acima do apontado pela respectiva curva sazonal.

O boi em pé também obteve, em maio, valor que superou a média anual de 2021. Mas como seus preços refluíram em relação a abril, o preço médio registrado ficou 2,66% abaixo do obtido pela curva sazonal.

Já o suíno vivo terminou maio registrando cotação mensal inferior não só à média de 2021, mas inferior também à curva sazonal. Pela curva sazonal, chegaria ao quinto mês do ano com um valor correspondente a 96,4% da média do ano anterior. Mas o preço médio alcançado ficou a 89%da média de 2021.

Fonte: Avisite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com