Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Mais barato, frango ganha competitividade ante as demais proteínas animais

Segundo a análise do Cepea, o crescimento da oferta, sobretudo do filé e do peito de frango, levou à queda dos preços em novembro.

Os preços médios do frango inteiro resfriado e das carnes concorrentes suína e bovina comercializados no atacado da Grande São Paulo vêm registrando movimentos distintos de outubro para novembro (até quarta-feira, 23), diz o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP).

“Enquanto a carne avícola apresenta desvalorização nesse período, os preços das duas principais substitutas registram altas. Esse contexto, por sua vez, resulta em ganho de competitividade da proteína avícola frente às demais”, diz o Cepea em nota.

Segundo a análise, o crescimento da oferta, sobretudo de filé e de peito, levou à queda dos preços em novembro. No atacado da Grande São Paulo, o frango inteiro resfriado tem média de R$ 7,57/kg na parcial de novembro (até o dia 23), recuo de 0,8% frente à de outubro.

Quanto à carne bovina, a carcaça casada está sendo comercializada à média de R$ 19,50/kg em novembro, avanço de 0,8% em relação ao mês anterior.

“No caso da proteína suína, agentes consultados pelo Cepea indicam aquecimento na demanda por parte dos atacadistas, cenário esse que possibilitou elevação nas cotações da carne ao longo de novembro. Com isso, a carcaça especial suína é negociada à média de R$ 10,77/kg, valorização de 4,3% frente à de outubro.”

De acordo com o Cepea, neste contexto, a diferença entre os valores do frango inteiro resfriado e os da carcaça casada bovina aumentou 1,9%, passando de 11,70 Reais/kg em outubro para 11,93 Reais/kg na parcial de novembro.

Na mesma comparação, a proteína avícola ganhou competitividade frente à carcaça especial suína, tendo em vista que a diferença aumentou 19,1% no período, passando de 2,69 Reais/kg em outubro para 3,2 reais/kg em novembro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM