Mais de R$ 250 MI foi movimentado pelo Quarto de Milha em...

Mais de R$ 250 MI foi movimentado pelo Quarto de Milha em 2018

PARTILHAR
movimentacao-comercial-do-qm-em-2018-passou-dos-r-250-milhoes-multicavalos-3
Foto Divulgação.

O total arrecadado com a comercialização de animais, segundo dados da ABQM, é maior que R$ 253,3 milhões. Veja quais foram os recordes de venda em 2018.

Logo de cara, os números: foram comercializados 6127 animais em 232 leilões nas cinco regiões do País, proporcionando a média geral de R$ 41,3 mil em 2018.

O trabalhando de levantamento desses dados é feito todos os anos pela Revista Quarto de Milha. Tem como finalidade apresentar um balanço do mercado da raça referente à comercialização de animais, exclusivamente em leilões. Os dados foram computados analisando os resultados dos eventos ocorridos no período de 15 de janeiro até 8 de dezembro.

Especialmente em 2018, a raça se mostrou forte, mesmo com alguns obstáculos ocasionados pelas divergências políticas, alto índice de desemprego e o mercado externo. O QM comprovou mais uma vez que é capaz de superar tudo isso e através de sua conhecida qualidade estrutural e versatilidade proporciona o aumento de simpatizantes em nossos inúmeros eventos esportivos.

Segundo o levantamento, o grande destaque de preços do ano ficou para o garanhão Don Príncipe Bar HJG. Foi licitado em setembro por R$ 2.240.000,00, tornando-se o mais novo recordista nacional de preços da raça. Saiu das mãos de José Roberto Pedrosa Dantas Filho, do Haras Ceres, Pernambuco, para o criador cearense Wesley Oliveira da Silva, Haras WS, o cantor Wesley Safadão.

Entre as fêmeas, três atingiram a soma de R$ 1 milhão em suas comercializações. A matriz importada Palooza está entre elas. Em novembro, teve 2/3 de sua propriedade vendida do Paddock Ranch, criatório paulista, para Jonatas Dantas, do Ana Dantas Ranch, e para Francisco Fernandes, do Rancho FF, pela quantia de R$ 1,4 milhão. Supreme Dash (R$ 1.011.600,00) e The Secret Ta Fame (R$ 1.005.000,00) completam a lista.

O trabalho de pesquisa apontou também um crescimento em boa parte dos Leilões Presenciais que ofertam animais de exceção. Na temporada 2018, do total de 232 remates realizados por todo o Brasil, 114 foram em recintos (tattersalls). Representando 49,1% do total de leilões realizados, apuraram receita de R$ 198,4 milhões, pela venda de 3876 animais, atingindo a média de R$ 51,1 mil.

Se falarmos de números absolutos, o leilão que mais arrecadou em 2018 foi o Quarter Horse In Family – R$ 6.824.650,00. Os dados foram coletados pela Revista Quarto de Milha através das informações enviadas pelas leiloeiras, e computou as vendas diretas e também vendas de lotes de embriões, ventres e cotas de propriedade.

Fonte: Cavalus


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com