Mais de U$ 7 milhões: Conheça os peões que mais ganharam prêmios na PBR

Os verdadeiros heróis da arena, com fortunas astronômicas, é dessa forma que são conhecidos os peões que mais ganharam prêmios na PBR; “Matador de Dragões”, Homem de Gelo, Silvano Alves e outros compõem o TOP 10 na competição mundial

A Professional Bull Riders (PBR) é uma das competições mais emocionantes e desafiadoras do rodeio mundial, atraindo talentos de todo o globo que competem pelo prestígio e pelos altos prêmios em dinheiro. Os peões que participam da PBR enfrentam alguns dos touros mais ferozes do planeta em uma batalha de força, habilidade e coragem, tornando cada evento um espetáculo fascinante. Agora, conheça os peões que mais ganharam prêmios na PBR!

Ao longo dos anos, alguns peões destacaram-se não apenas por suas habilidades excepcionais na arena, mas também pelos significativos prêmios em dinheiro que acumularam, refletindo seu domínio e consistência no esporte. Entre eles estão figuras como James Burton Mauney, Silvano Alves e José Vitor Leme, que se tornaram ícones não só no Brasil, mas internacionalmente, inspirando as novas gerações de competidores. Esses atletas alcançaram a elite da PBR e acumularam fortunas que podem ultrapassar os US$ 7 milhões, uma quantia que evidencia o nível de prestígio e sucesso que é possível atingir neste esporte emocionante.

Peão brasileiro fez uma temporada quase perfeita. Atualmente, o Campeão Mundial de Rodeios em Touros nos Estados Unidos, o brasileiro Cássio Dias faturou, além do troféu, US$ 1 milhão no último domingo (19) pelo primeiro lugar na PBR. Há uma semana da final, Cassio Dias estava no hospital após um acidente grave na primeira fase da Final Mundial da PBR: Unleash The Beast. O mineiro colocou o Brasil, mais uma vez, no topo do pódio do rodeio.

Mas calma, antes dele, subiram no lugar mais alto do pódio Adriano Moraes (1994, 2001 e 2006), Silvano Alves (2011, 2012, 2014), Ednei Caminhas (2002), Guilherme Marchi (2008), Renato Nunes (2010), Kaique Pacheco (2018), José Vitor Leme (2020 e 2021) e Rafael de Brito (2023).

Você que é amante do mundo do rodeio de touros, com certeza, já se perguntou quem são os peões que mais ganharam prêmios na PBR. Confira agora, uma lista com os atletas que fizeram e, ainda fazem no caso de alguns, história nessa competição mundial:

James Burton Mauney

Originário da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, o competidor de rodeio de 37 anos está no topo do ranking. Ele conquistou seu primeiro campeonato mundial em 2013 e repetiu o feito em 2015. Conhecido como “Matador de Dragões” devido a suas vitórias contra touros considerados desafiadores, ele se tornou treinador após se aposentar.

? Ele acumula o valor de US$ 7.419.474,90 em premiações

Foto: @jbmauneyxv

Silvano Alves

O competidor brasileiro conquistou o título de campeão em três ocasiões — nos anos de 2011, 2012 e 2014 — e realizou mais de 500 montarias desde seu início, em 2010. Ele atingiu essa marca notável em outubro de 2023, o que lhe valeu uma homenagem em sua cidade natal, Pilar do Sul (SP). No ano de 2024, ele obteve a 22ª posição.

Com apenas 36 anos, o tricampeão Silvano Alves, que divide o recorde de títulos mundiais com Adriano Moraes, anunciou que a edição de 2024 das finais do Mundial de Montaria em Touros da PBR, a 15ª consecutiva que disputou, foi a última de sua carreira.

? Ele acumula o valor de US$ 6.728.601,35 em premiações.

rodeios
Silvano Alves. Foto: PBR

José Vitor Leme

Mais um brasileiro destacado no ranking de peões que mais ganharam prêmios na PBR , o competidor oriundo de Ribas do Rio Pardo, no Mato Grosso do Sul, permanece ativo na PBR e celebrou vitórias consecutivas no campeonato mundial nos anos de 2020 e 2021. Cabe lembrar da interessante trajetória como jogador de futebol antes de se dedicar às competições de montaria em touros.

? Ele acumula o valor de US$ 6.159.377,52 em premiações.

José Vitor Leme, dono de vários recordes na PBR, é o vice-líder do ranking, com 906 pontos / Foto: PBR
José Vitor Leme, dono de vários recordes na PBR, é o vice-líder do ranking, com 906 pontos / Foto: PBR

Guilherme Marchi

Há seis anos retirado das competições, o peão originário de Minas Gerais conquistou o título mundial em 2008, além de ter vencido o evento final da PBR em 2005. Ele se aposentou em 2018 após participar em 635 corridas qualificadas.

? Ele acumula o valor de US$ 5.338.428,48 em premiações.

Campeão mundial de montaria em touros 2008, Guilherme Marchi, conta de onde vem sua paixão pelos muares
Foto: Arquivo pessoal

Justin McBride

Outro americano na relação, o competidor agora aposentado conquistou títulos mundiais em 2005 e 2007. Fora das arenas, ele explorou sua veia artística nos palcos da música. Justin tornou-se um cantor de country, debutando com sua primeira canção em 2007, logo antes da competição final que lhe rendeu seu segundo título mundial.

? Ele acumula o valor de US$ 5.186.799,35 em premiações.

Kaique Pacheco

Com 29 anos, o competidor paulista conhecido como “Homem de Gelo” conquistou a PBR em 2018 e revelou ter adquirido um extenso rancho no Brasil naquele período. Em sua trajetória profissional, ele também garantiu o título de The American em 2022 e alcançou a nona posição no ranking geral em 2024.

? Ele acumula o valor de US$ 4.573.594,58 em premiações.

kaique-pacheco-
Foto: Andy Watson

Jess Lockwood

Iniciando na PBR aos 18 anos em 2015, o competidor americano conquistou o campeonato em 2017, apesar de enfrentar múltiplas lesões naquela temporada, incluindo um pulmão perfurado, costelas fraturadas e uma lesão renal.

? Ele acumula o valor de US$ 4.225.167,06 em premiações.

Jess Lockwood

Chris Shiver

Originário de Los Angeles (EUA), o antigo competidor de rodeio, hoje com 45 anos, conquistou os campeonatos mundiais nos anos de 2000 e 2003. Após encerrar sua carreira competitiva em 2012, ele retornou à arena em 2014 para participar de um evento especial.

? Ele acumula o valor de US$ 3.923.994,43 em premiações.

PBR

Mike Lee

Ativo no circuito de rodeio desde 2001, este competidor americano alcançou a primeira posição na PBR em 2004 e marcou sua carreira com presença em 16 finais consecutivas. Ele anunciou sua aposentadoria em 2022, quando tinha 38 anos.

? Ele acumula o valor de US$ 3.916.764,60 em premiações.

photo by Andre Silva Silva Andre

João Ricardo Vieira

Classificado como o quinto brasileiro entre os dez maiores ganhadores na PBR, ele ainda não conquistou nenhum título internacional. No entanto, é reconhecido como um dos competidores de destaque, assegurando presença em quase todas as finais desde 2013. Na temporada atual, ele alcançou a 13ª posição.

? Ele acumula o valor de US$ 3.758.330,34 em premiações.

Foto por Bullstockmedia

Esses competidores não só demonstram habilidade excepcional no esporte, mas também têm impactado significativamente a popularidade e o crescimento financeiro da PBR, que anunciou ter ultrapassado a marca de U$ 100 milhões em prêmios distribuídos desde sua fundação.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Suplementação de proteína: O que saber antes de comprar

A ingestão diária de energia pode ser um fator limitante para o desempenho das vacas durante o pastejo de pastagens de inverno. À medida que as forragens avançam nos estágios de maturidade, há um suprimento inadequado de proteína bruta, o que efetivamente limita a ingestão de energia e a própria ingestão geral. A ingestão diminui…

Continue Reading Suplementação de proteína: O que saber antes de comprar

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM