Manejo preventivo e sua importância

PARTILHAR
ervas-daninhas-resistentes-ao-glifosato
Foto: paraquat.com

A prática do controle preventivo visa impedir a disseminação de determinadas espécies em áreas ainda não infestadas

Segundo estudo da Embrapa, as práticas de controle preventivo visam evitar a introdução, estabelecimento e disseminação de determinadas espécies em áreas ainda não infectadas. A legislação nacional estabelece limites para sementes de variedades tolerantes a ervas daninhas e identifica variedades proibidas em sementes comerciais.

Isso evita a contaminação de novas áreas pelo uso de sementes de propágulos de plantas daninhas, principalmente aquelas de difícil controle. Além disso, outros cuidados devem ser tomados, como:

• Evite usar estrume, palha ou composto contendo propágulos de ervas daninhas.

• Limpe completamente os equipamentos agrícolas antes de entrar nos campos ou após o uso de parcelas de espécies problemáticas.

• Controle essas plantas perto da costa.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com