Mapa e CNA levarão assistência técnica ao semiárido

Mapa e CNA levarão assistência técnica ao semiárido

PARTILHAR
produtor-rural
Foto: Divulgação

Convênio assinado nesta quarta-feira atenderá cerca de 17 mil produtores do AgroNordeste. Eles receberam assistência técnica para poder ajudar na produção!

Produtores rurais atendidos pelo AgroNordeste terão assistência técnica e gerencial a partir de mais uma parceria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Foi assinado nesta quarta-feira (13) o convênio entre a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), vinculada ao Mapa, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), da estrutura da CNA.

O convênio prevê a assistência técnica e gerencial a 17.144 estabelecimentos rurais em dez estados do semiárido brasileiro, incluídos no AgroNordeste – Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe, Piauí, Pernambuco e Minas Gerais. A parceria visa contribuir para a promoção do desenvolvimento da região, de forma a colocar a produção rural do Nordeste no mesmo nível do centro-sul brasileiro.

A ministra Tereza Cristina afirmou que a assistência técnica é fundamental para a evolução da agropecuária brasileira e destacou a importância da parceria entre a Anater e o Senar. “Estamos começando com o Senar e a Anater, mas outros parceiros virão. Tenho certeza de que será um projeto exitoso. É uma coisa que em curto espaço de tempo vai trazer resultados para as famílias que entrarem no projeto. Tenho certeza de que é através da assistência técnica que veremos as pessoas saindo da linha da pobreza na área rural, produzindo e gerando riqueza”, disse.

O valor total do convênio é de R$ 120.009.485,06, sendo R$ 40.001.500,00 da Anater e R$ 80.007.985,06 do Senar. O convênio terá vigência até 31 de dezembro de 2021, com possibilidade de prorrogação. Assinaram o convênio os presidentes da Anater, Ademar Silva Júnior, e do Conselho Deliberativo do Senar, João Martins, que também preside a CNA. A ministra Tereza Cristina e o diretor-geral do Senar, Daniel Klüppel Carrara, assinaram como testemunhas do ato.

Segundo o presidente da CNA, a assistência técnica é prioridade da instituição. “Nós vamos fazer a grande revolução do meio rural, especialmente do Nordeste que tanto precisa. Nós temos 17 milhões vivendo no meio rural nordestino e vamos fazer um trabalho que vai nos orgulhar”, afirmou João Martins.

O presidente da Anater destacou a importância da parceria com o Senar para levar assistência técnica e gerencial aos produtores rurais do semiárido. “A gente sabe que os resultados rapidamente vão aparecer e, mais do que fazer um trabalho conjunto, vamos levar desenvolvimento para uma região tão carente”, disse.

Segundo o presidente da Anater, o objetivo é dar competitividade à produção agropecuária do semiárido brasileiro. “Não adianta a gente ficar no discurso de que o Brasil é o país do agronegócio, se a gente não ajudar todas as regiões. O Nordeste tem pessoas que vivem da terra, e a gente precisa levar tecnologia e conhecimento para que os pequenos e médios produtores do Nordeste possam produzir em escala para si e para o mercado em geral”, afirmou.

Fonte: Mapa

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com