Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Mapa fiscaliza embalagens de carros que vão disputar ‘Fórmula E’ em São Paulo

Máquinas chegaram em Viracopos nesta quinta e sexta-feira em três voos; ação da Vigiagro evita a entrada de pragas no Brasil.

A Vigilância Internacional Agropecuária (Vigiagro), vinculada ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), está fiscalizando no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), as embalagens e suportes de madeira que envolvem os carros da Fórmula E, competição internacional restrita a veículos elétricos. A terceira etapa da prova acontece em São Paulo no dia 16 de março, em circuito de rua no Sambódromo do Anhembi.

No total, 16 carros de corrida desembarcam em três voos, totalizando 240 toneladas. A primeira carga chegou na madrugada de quarta para quinta e a última chega na noite de sexta (2). Eles deixam o Brasil no dia seguinte à corrida, em 17 de março.

Chefe da Vigiagro em Viracopos, Rita Lourenço explicou que o trabalho do Mapa tem a finalidade de evitar que pragas ausentes entrem no país. “Há várias pragas que atacam árvores e com essa ação estamos protegendo a produção nacional”, afirmou.

O Brasil é signatário da Convenção Internacional de Proteção Vegetal da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (IPPC/FAO). Assim, país segue as recomendações internacionais por meio da ISPM-15 – Normativa Internacional de Medidas Fitossanitárias Nº 15, que estabelece uma série de procedimentos envolvendo as madeiras usadas no transporte de cargas. Uma das exigências é que elas sejam tratadas e tenham a marca IPPC visíveis no material.

De acordo com a chefe da Vigiagro, quando as aeronaves chegam, as equipes já estão a postos e a operação começa rapidamente. “Verificamos se tem praga viva ou sinais de infestação de pragas. O que não tem madeira segue direto para o caminhão e o que tem é inspecionado”, afirmou.

Conforme Rita, a ação é rápida e, estando tudo em ordem, o Mapa e a Receita Federal, que também avalia as cargas, liberam os carros para seguirem aos seus destinos. A madeira inspecionada é armazenada para ser reutilizada na viagem de volta.

“O trabalho do Mapa nos aeroportos brasileiros nem sempre é conhecido pela população. Mas é de extrema importância para proteger a produção nacional”, disse o superintendente de Agricultura e Pecuária em São Paulo, Guilherme Campos.

Fonte: MAPA

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM