Maracaju, maior produtor de soja de MS, recebe Circuito Aprosoja 2017

Maracaju, maior produtor de soja de MS, recebe Circuito Aprosoja 2017

Maracaju, maior produtor de soja de MS, recebe Circuito Aprosoja 2017
Maracaju, maior produtor de soja de MS, recebe Circuito Aprosoja 2017

O Circuito contou com a presença de produtores rurais, profissionais do agronegócio e estudantes da área que acompanharam a palestra

Maracaju, que é maior produtor de soja em Mato Grosso do sul, foi o 14º município a receber a programação do Circuito Aprosoja 2017. O evento foi realizado nesta quinta-feira, dia 28, no Parque de Exposições de Maracaju.

O Circuito contou com a presença de produtores rurais, profissionais do agronegócio e estudantes da área que acompanharam a palestra, “Perspectivas para o Agronegócio 2017/2018”, com o engenheiro agrônomo e economista, Alexandre Mendonça de Barros, que trouxe projeções da agricultura e pecuária, fazendo uma análise da macroeconomia e política e de seu impacto para o agronegócio.

O presidente da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) , Christiano Bortolotto, destacou na abertura do evento, a produção do município de Maracaju, ressaltando a importância do investimento em tecnologia e conhecimento. “Aqui em Maracaju, nós temos os melhores números em área, produção e produtividade. É um município que investe em tecnologia, em conhecimento e na qualidade da produção, é a cara do produtor rural brasileiro, que acredita no Brasil, que acredita no seu negócio e traz esses bons números para o MS e para o País”.

Christiano Bortolotto ressaltou também a importância de instituições como a Aprosoja/MS que proporcionam um suporte essencial ao produtor rural na conquista da qualidade de sua produção.

“A Aprosoja/MS busca sempre a produção competitiva, sustentável e integradora, e esse é o momento em a gente traz o conhecimento ao produtor, que ao adquiri-lo pode aumentar a competitividade e a sustentabilidade do seu negócio. Ações e projetos que desenvolvemos como o Circuito Aprosoja, Mapeamento da Economia, Siga-MS, Soja Plus entre outros, faz com que nós possamos ter uma melhor gestão dos nossos negócios, pois tão importante quanto uma boa tecnologia é saber identificar qual é a melhor para cada atividade e por meio do Aplicativo Aprosoja/MS é possível ter acesso, por meio de um celular/ smartphone, a todos os dados, informações e muito conhecimento de credibilidade captados pelos projetos da instituição”, destacou.

aprosoja
Presidente da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul) , Christiano Bortolotto.

O presidente do Sindicato Rural de Maracaju, Juliano Schmaedecke, deu as boas vindas aos presentes e destacou a importância do evento para o agronegócio. “A programação do Circuito Aprosoja traz hoje aqui perspectivas sobre soja, milho e gado e isso faz com que a gente consiga criar a melhor estratégia possível para a nossa atividade. Nós só conseguimos isso, com boas informações e é isso que o Circuito nos proporciona.”, destaca o presidente.

Produtor preparado

Para o agricultor de Maracaju, Luciano Mendes que também é presidente da Fundação MS, a palestra com o Alexandre Mendonça traz a possibilidade de o produtor visualizar o cenário que é possível dentro do seu planejamento. “As informações são muito bem-vindas para nosso planejamento e é fundamental a participação do produtor em uma palestra como essa, pois clareia o planejamento de qualquer um.” Comenta.

Luciano que há 20 anos produz em Maracaju aguarda as chuvas para iniciar o plantio. “O quea gente tem procurado fazer é um planejamento antecipado da parte operacional, da parte da escolha de variedades, ai a gente lança mão de toda tecnologia gerada e testada pelas instituições como a Fundação MS. Nós não temos domínio do clima, por exemplo, então a gente precisa fazer a parte operacional bem feita para que o impacto climático seja o menor possível.”

Circuito

O Circuito Aprosoja é uma realização da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), do Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e do Fundems (Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e Soja). O projeto conta ainda com a parceria do Sistema Famasul, do Sindicato Rural de Chapadão do Sul, além do apoio do CREA-MS e da Monsanto.

Fonte: Assessoria de Imprensa- Aprosoja/MS, Raquel Fernandes.