Marfrig se beneficiará com status livre de febre aftosa

Marfrig se beneficiará com status livre de febre aftosa

PARTILHAR
Foto: Alf Ribeiro – Linha de produção e corte de carne do Frigorífico Marfrig, em Promissão, SP
Foto: Alf Ribeiro – Linha de produção e corte de carne do Frigorífico Marfrig, em Promissão, SP

Unidades da companhia no Rio Grande do Sul, em Rondônia e no Mato Grosso fazem parte da certificação concedida hoje pela Organização Mundial de Saúde Animal

A Marfrig, líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo, tem operações em três dos seis estados brasileiros que acabam de ser reconhecidos internacionalmente como áreas livres de febre aftosa sem vacinação. A certificação foi concedida pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

As plantas da companhia localizadas no Rio Grande do Sul (São Gabriel, Bagé e Alegrete), em Rondônia (Chupinguaia e Ji-Parana) e no Mato Grosso (Pontes e Lacerda, Várzea Grande e Tangara da Serra) agora fazem parte da lista de localidades que não necessitam de vacina contra a doença. Com 11 unidades ativas no Brasil, a Marfrig possui uma capacidade diária de abate de mais de 12,1 mil bovinos no país.

Segundo Eduardo Puzziello, diretor de Relações com Investidores da Marfrig, o reconhecimento das zonas livres de febre aftosa sem vacinação no Brasil é um passo fundamental para ratificar a América do Sul como uma potência global na exportação de carne bovina. “Aproximadamente 70% da nossa produção na América do Sul é destinada ao mercado externo. Este reconhecimento impacta diretamente a percepção da qualidade de nossos produtos aos mercados mais exigentes, levando ao nossos clientes o mais alto padrão de qualidade, transparência e sustentabilidade”, diz Puzziello.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.