Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Medida de auxílio a produtores vai renegociar até R$ 8,2 bilhões em dívidas

As medidas visam mitigar os impactos da seca e serão operacionalizadas pelo Banco do Nordeste (BNB), utilizando recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE); confira

Novas medidas emergenciais para auxiliar agricultores familiares das regiões Nordeste e norte de Minas Gerais foram anunciadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, em conjunto com o Conselho Monetário Nacional (CMN). A resolução aprovada prevê uma linha de crédito especial destinada ao custeio pecuário, com potencial para atender 130 mil produtores nessas áreas afetadas.

Além disso, a renegociação de dívidas de custeio e investimentos, autorizada pelo CMN, poderá beneficiar até 586 mil contratos, totalizando cerca de R$ 8,2 bilhões em débitos. As medidas visam mitigar os impactos da seca, comum nesses territórios, e serão operacionalizadas pelo Banco do Nordeste (BNB), utilizando recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Em um evento em Belo Horizonte (MG), com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, detalhes sobre as novas medidas foram apresentados. O crédito de custeio pecuário terá variação de R$ 10 mil a R$ 80 mil, com taxas de juros entre 0,5% e 8,01% ao ano, e prazo de pagamento de cinco anos, incluindo uma carência de 12 meses.

No que diz respeito à renegociação, o governo autorizou a quitação de até 100% das dívidas para todos os agricultores que acessaram crédito através do FNE pelo Banco do Nordeste, e que possuam parcelas vencidas e vincendas entre julho de 2023 e dezembro de 2024. Essas condições são direcionadas para empreendimentos que sofreram prejuízos devido à seca ou estiagem, especialmente em municípios sob a área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Além dessas iniciativas, o governo já havia anunciado outras medidas de apoio, como o pagamento do Garantia-Safra no valor de R$ 1,2 mil para mais de 790 mil famílias em 1.162 municípios da região, totalizando um investimento de R$ 948 milhões. Também foram destinados cerca de R$ 55 milhões em assistência técnica e extensão rural, bem como a venda subsidiada de 86,3 mil toneladas de milho pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), visando apoiar pequenos criadores de animais na região, com um recurso total de R$ 68,8 milhões.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM