Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Mercado de arroz se despede de novembro desafiando expectativas

Estimativas anteriores de que os preços atingiriam um “teto” neste final de ano, agora estão envoltas em incertezas.

O mercado se despede do mês de novembro renovando recordes, apesar de uma liquidez bastante reduzida e um consumo interno lento. Conforme o analista e consultor de SAFRAS & Mercado, Evandro Oliveira, estimativas anteriores de que os preços atingiriam um “teto” neste final de ano, agora estão envoltas em incertezas.

“Logo, diante deste cenário, uma parte da indústria está comprando a preços elevados, enquanto os produtores, confiantes nessa perspectiva, não estão se apressando para vender e estão demandando valores cada vez mais altos”, relata o analista.

Esse comportamento sinaliza uma mudança significativa na dinâmica da comercialização e implica uma nova abordagem no setor de beneficiamento, que agora precisa considerar a formação de estoques a partir da próxima safra. “No entanto, é importante estar atento aos sinais de alerta, especialmente com o aumento expressivo dos preços que gradualmente chega aos consumidores finais”, pondera Oliveira.

Nesse contexto, conforme o consultor, a possibilidade de intervenção do governo, como a retirada da Tarifa Externa Comum (TEC), pode se tornar uma variável importante, potencialmente favorecendo a importação do cereal.

A média da saca de 50 quilos de arroz em casca no Rio Grande do Sul (58/62% de grãos inteiros e pagamento à vista) encerrou o dia 31 de novembro cotada a R$ 117,83, apresentando um avanço de 2,29% em relação à semana anterior. Em comparação ao mesmo período do mês passado, houve uma alta de 13,19%. E um aumento de 37,56% quando comparado ao mesmo período de 2022.

Fonte: Agência Safras

ℹ️ Conteúdo publicado por Myllena Seifarth sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM