Mercado de reposição: quente de um lado e frio do outro

Mercado de reposição: quente de um lado e frio do outro

PARTILHAR
vaca e bezerro
Boi é o que vai para o abate, touro é destinado à reprodução, explica especialista. — Foto: TV Morena/Reprodução

Em algumas regiões a procura por animais de reposição diminuiu em fevereiro deixando o mercado travado. Veja como fica a perspectiva para essa semana!

Dentre os motivos que levam a esse menor volume de negócios podem ser citados a piora na qualidade das pastagens, em função do menor volume de chuvas nos últimos meses, e também a menor firmeza nas cotações da arroba do boi gordo em fevereiro. 

Por outro lado, em alguns estados a chuva nesse verão não foi problema e os pastos estão com melhor qualidade. Nessas regiões a demanda por reposição está aquecida e supera a oferta, fato que pressiona as cotações para cima. 

Como há mais regiões com mercado movimentado do que com o mercado travado, nessa gangorra as cotações, na média, estão pendendo para o lado das valorizações. 

No balanço semanal, na média de todas as categorias de machos, fêmeas e estados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações fecharam com ajuste positivo de 0,4%. 

Para o curto prazo fica a expectativa do incremento na oferta de bezerros. Em março já é esperada a chegada dos bezerros mais precoces da safra de 2019, fato que tende a dar maior ritmo para o mercado.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com