Mercado do boi perde a sustentação

Mercado do boi perde a sustentação

PARTILHAR
Foto: Confinamento Monte Alegre. (Reprodução: CompreRural)

Ao contrário do registrado ao longo de abril, principalmente na primeira quinzena, o mercado do boi gordo perdeu força nos últimos dias do mês.

Os frigoríficos conseguiram alongar as escalas de abate e, com o consumo ainda patinando, as cotações caíram em nove regiões. 

Em São Paulo, o preço do boi gordo caiu 0,6% ao longo desta semana. No acumulado da segunda quinzena, a desvalorização foi de 1,3%.

Entretanto, ao longo de abril, a cotação do boi gordo ficou estável no estado. Já na média das trinta e duas praças pesquisadas, o preço subiu 0,7% (à vista e livre de Funrural), considerando o mesmo período.

A oferta de boiadas, apesar da maior disponibilidade observada nos últimos dias, ainda está limitada. Este cenário foi observado ao longo de abril e resultou em alta em praticamente dois terços das praças pesquisadas (65,6%), no mês.

Ou seja, caso a oferta siga restrita, as indústrias podem ter que voltar a ofertar preços maiores no curto prazo para atender a demanda de início de mês, com alguma ajuda do feriado (1/5) e Dia das Mães.

Fonte: Scot Consultoria

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com