Milho é negociado a R$ 88,00/sc

PARTILHAR
semente-milho
Foto: Divulgação

Gangorra das commodities: Alta do dólar atiça mercado brasileiro nos portos mas vendedores aguardam preços melhores no interior. Confira!

Com os negócios voltando a acontecer de maneira pontual, o milho está sendo negociado na casa dos R$ 88,00/sc em Campinas/SP. Na B3, a alta do dólar pressionou os futuros do grão para cima e o vencimento para mai/22 R$ 93,69/sc, valorização diária de 1,42%.

As exportações de milho reduziram o ritmo registrando durante a última semana 14,71 mil toneladas embarcadas, a queda é de 88,7% sobre o volume no comparativo semanal. Até o momento, em abr/22 foram vendidas para o mercado internacional 253,09 mil toneladas do grão, volume 94,5% superior ao registrado em abr/21.

Boi Gordo

Ainda em clima de feriado e com poucas negociações, o mercado do boi gordo iniciou a semana em estabilidade, com o boi gordo paulista sendo negociado em média a 315,00/@. Na B3 o futuro com vencimento para mai/22 ficou cotado a R$ 322,15, uma variação diária de 0,30%. 

As exportações de carne bovina in natura reduziram o ritmo, durante a última semana 29,47 mil toneladas foram embarcadas, queda de 29,56% no comparativo semanal. Até o momento, 119,45 mil toneladas da proteína bovina foram exportadas para o mercado externo em abr/22, volume 12,04% superior quando comparado ao mesmo período no ano passado. Com este resultado, a probabilidade de mais um recorde mensal para as exportações de carne bovina brasileira é muito grande.

Soja

Com o dólar voltando a se aproximar dos R$ 4,90, a soja iniciou a semana em alta no mercado físico brasileiro. Em Paranaguá/PR, a oleaginosa é comercializada na casa dos R$ 196,00/sc. 

As exportações da última semana ficaram em 2,95 milhões de toneladas, avanço de 37,4% no comparativo semanal. Dentro dos 14 dias úteis de abr/22 foram embarcadas 8,27 milhões de toneladas da oleaginosa, volume que representa 56,6% do que foi registrado em todo abr/21.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.