Milho segue firme a R$ 94,00 com mercado parado

PARTILHAR
Colheita de milho. Espiga de milho. Grãos. Colheitadeira
Foto: Wenderson Araujo/Trilux

Em ritmo de feriado ambas as pontas ficaram afastadas do mercado mantendo a saca no patamar de R$ 94,00/sc em Campinas/SP, apontou Agrifatto.

Em ritmo de feriado ambas as pontas ficaram afastadas do mercado mantendo a saca no patamar de R$ 94,00/sc em Campinas/SP. Os futuros do cereal encerraram o pregão de sexta-feira em estabilidade diante do mercado acomodado com o contrato setembro/21 valendo R$ 91,57, sem variação sobre o dia anterior.

A proximidade para o início da colheita da safra norte-americana impõe movimento de pressão nos futuros do cereal em Chicago. O contrato setembro/21 encerrou a semana US$ 5,08, com desvalorização diária de 1,59%.

Boi gordo

O mercado encerrou a sexta-feira em clima de incertezas, a adição de que seriam dois casos suspeitos de vaca louca no Brasil gerou ainda mais medo. O mercado físico ainda está travado e os frigoríficos, em sua maioria, estão fora das compras. Por enquanto, as ofertas que aparecem, rodam em torno dos R$ 300,00/@ em São Paulo, mas pouca coisa concretizada. Na B3, o contrato de outubro/21 passou por recuperação, fechando a sexta-feira cotado em R$ 296,95/@, valorizando 0,93% no comparativo diário.

Já no mercado atacadista de carne bovina em São Paulo, os volumes de mercadorias disponibilizado para comercialização pelos frigoríficos foi menor do que a semana anterior. Com as vendas estimuladas pelo início do mês e o feriado prolongado, a carcaça casada bovina segue cotada em R$ 19,30/kg.

Soja

O efeito furacão Ida nos EUA trouxe forte valorização dos prêmios de exportação para a oleaginosa nos portos brasileiros, com a soja em Paranaguá/PR voltando a se aproximar do patamar de R$ 170,00/sc.

Refletindo a boa demanda externa pela soja norte-americana, os futuros da oleaginosa em Chicago encerraram o pregão da sexta-feira no campo positivo. O contrato setembro/21 fechou o dia valendo US$ 12,83/bu, valorização de 0,29%.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.