Minerva negocia aquisição frigorífico de 1.200 cab/dia

PARTILHAR

A Minerva, líder na América do Sul na exportação de carne bovina, está prestes a adquirir um novo frigorífico com capacidade para abater cerca de 1.200 cabeças de gado por dia.

As informações exclusivas divulgadas, via Comunicado de Mercado, pela Minerva Foods mostram que a empresa está perto de fechar mais uma aquisição no exterior. A empresa brasileira firmou um acordo de exclusividade com os japoneses da NH Foods para negociar a compra do Breeders & Packers Uruguay (BPU), um frigorífico uruguaio com capacidade para abater cerca de 1.200 cabeças de gado por dia.

A transação está sujeita à conclusão do processo de due diligence até o final de 2022, quando também se encerra o período de exclusividade da Minerva Foods para a aquisição. A expectativa é que o negócio seja concretizado até 15 de dezembro, quando se encerra o período de exclusividade da companhia dos Vilela de Queiroz.

A Minerva S.A., líder na América do Sul na exportação de carne bovina, em cumprimento ao disposto no § 4º do artigo 157 da Lei n.º 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e na regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”), informa aos seus acionistas e ao mercado em geral que, a Companhia efetuou uma oferta non-binding para aquisição da Breeders and Packers Uruguay, informou o comunicado que pode ser visto abaixo.

Os valores ainda não estão totalmente definidos, mas a transação deve ficar entre US$ 35 milhões e US$ 45 milhões, disseram as fontes. O Rabobank está assessorando a Minerva na aquisição.

A BPU Meat é um dos mais modernos frigoríficos de carne bovina da América do Sul, com capacidade de abate de 1200 cabeças/dia e utilizando alta tecnologia no processo industrial, produz e exporta carne bovina do Uruguai com os mais altos índices de qualidade e segurança sanitária.

A carne bovina uruguaia é reconhecida mundialmente por sua tradição e qualidade, acessando os principais e mais restritivos mercados no mundo, como o Japão, Coreia do Sul, China e Estados Unidos. Atualmente, o Uruguai está entre os dez maiores exportadores globais de carne bovina.

Frigorífico BPU, no Uruguai — Foto: Divulgação

Ainda segundo as informações divulgadas, essa iniciativa está alinhada com a estratégia da Minerva Foods de maximizar a sua diversificação geográfica, através do desenvolvimento de alianças e parcerias, explorando, desse modo, oportunidades estratégicas, inclusive com a NH Foods, em vários países.

Vale enfatizar que todos os movimentos da Minerva Foods primam pela disciplina financeira, preservando níveis confortáveis de alavancagem, buscando, ao mesmo tempo, maximizar a geração de valor para todos os acionistas.

Segundo a Valor Econômico, via Pipeline, se fechar a compra do frigorífico, a Minerva vai ampliar sua capacidade de abate no país em 40%. Atualmente, a companhia conta com três unidades no país, com capacidade somada par abater 2,5 mil bovinos por dia. No Uruguai, a também brasileira Marfrig é a líder na produção de carne.

Ao assumir o BPU, a Minerva está apostando na virada do ciclo pecuário no Uruguai, com maior oferta de gado nos próximos anos. Na última teleconferência com analistas, a companhia já havia sinalizado as perspectivas de melhora na situação do Uruguai.

A aproximação com a NH Foods começa com o M&A no Uruguai, mas poderá se desdobrar em uma parceria global, possivelmente envolvendo a operação dos japoneses na Austrália. A Nippon Ham é dona do terceiro maior frigorífico de bovinos do país da Oceania.

A Minerva está avaliada em R$ 8,1 bilhões em bolsa. A Companhia se compromete a manter os acionistas e o mercado em geral informados acerca do andamento deste e de qualquer outro assunto relevante, finaliza o Comunicado de Mercado.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com