Ministério: embarque de frigorífico à China segue suspenso

PARTILHAR
Carne-bovina -e-processada-em-frigorifico-brasileiro-e1630773282141
Foto: Divulgação

A Administração Geral de Alfândegas do país (Gaac, na sigla em inglês) realizará, ainda, avaliação do plano de ação para que a suspensão seja ou não retirada.

O Ministério da Agricultura afirma que seguem suspensos os embarques de carne bovina da unidade do Frigorífico Redentor em Guarantã do Norte (MT) para a China.

Mais cedo, a empresa havia informado que a pasta teria conseguir reverter a suspensão.

Em nota, o Ministério esclarece que a suspensão se mantém por “imposição da autoridade sanitária chinesa”.

Dessa forma, acrescenta o Ministério, a Administração Geral de Alfândegas do país (Gaac, na sigla em inglês) realizará, ainda, avaliação do plano de ação para que a suspensão seja ou não retirada.

A pasta disse também que o estabelecimento corrigiu “as não-conformidades” que levaram à suspensão da certificação imposta pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF) local.

A Gaac havia notificado a suspensão dos embarques da unidade na última terça-feira (9), sem informar os motivos ou quando retomariam as importações.

Até o momento, o governo chinês não realizou novos comunicados sobre a retomada ou não das importações.

Atualmente, a unidade abate 600 bovinos por dia.

Fonte: Estadão Conteúdo

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com