Missão à Turquia deve ampliar exportações do agro

Missão à Turquia deve ampliar exportações do agro

PARTILHAR
porto exportação
Porto de Paranaguá. Foto: Ivan Bueno APPA

Brasil busca espaço para cortes de carnes e outros produtos. Novacki inaugurou o Pavilhão Brasil na maior feira de alimentos do país

O secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, se reuniu, na sexta-feira (7), em Ancara, com o vice ministro da Agricultura da Turquia, Mehmet Hadi Tunç, e os principais assessores do gabinete para tratar de temas de importância bilateral no âmbito do agronegócio. O Mapa propôs a reativação do Comitê Consultivo Agrícola (CCA), responsável por discutir as principais pautas do agronegócio de ambos os países.

Diante de interesse demonstrado pelo governo turco, Novacki convidou os representantes do ministério para visita ao Mapa e à Embrapa. O vice ministro da Agricultura da Turquia aceitou o convite e chefiará delegação daquele país ao Brasil.

Na reunião, Novacki pediu a aprovação da exportação de cortes de carnes bovinas e garantiu a qualidade dos produtos brasileiros. Atualmente, o Brasil exporta apenas bois vivos para a Turquia.

Na negociação, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) contribuiu na exposição técnica brasileira cujo objetivo era obter abertura de mercado para esses produtos. O governo turco ficou de se pronunciar nos próximos dias sobre o assunto.

Em contrapartida, o representantes do governo solicitaram que o Brasil aprove a compra de azeite de oliva, pescados e tripas de ovinos e caprinos, além de mel, lácteos e frutas.

As exportações do agronegócio do Brasil para a Turquia alcançaram US$ 700 milhões no último ano, sobretudo em fibras e produtos têxteis (26,84%), café (21,12%), animais vivos (20,91%) e produtos do complexo soja (15,15%).

A comitiva brasileira, composta pelo secretário executivo, técnicos do Mapa e representantes de entidades do agronegócio e de empresas, também se reuniu com integrantes do Conselho de Relações Econômicas Estrangeiras da Turquia (DEIK), com a presença de empresários com interesse em negócios no Brasil e outros que querem importar ou exportar produtos e serviços. Os empresários de ambos os países expuseram planos de negócios, sugestões de produtos.

Feira Mundial de Alimentos

Como parte da missão brasileira na Turquia, Novacki inaugurou na quinta-feira (6) o Pavilhão Brasil na feira WorldFood Istambul 2018, a mais importante no setor de alimentos e bebidas do país. O embaixador Paulo Roberto França, cônsul geral em Istambul, também participou do evento.

Novacki falou aos expositores brasileiros sobre a importância da participação em grandes eventos internacionais, visando a promoção dos produtos do agronegócio do Brasil em mercados estratégicos como a Turquia.

“O Brasil é conhecido mundialmente como um grande produtor de alimentos, mas agora temos que mostrar que temos produtos de altíssima qualidade produzidos com responsabilidade social e ambiental”, disse ele. “A participação brasileira em feiras internacionais é fundamental para buscarmos a abertura de mercado e apoiar as médias e pequenas empresas”, reforçou o secretário executivo.

A meta estabelecida pelo Mapa é elevar dos atuais 7% para 10% a participação nacional nas exportações mundiais do agro no prazo de cinco anos.

Segundo a organização da feira, esta 26ª edição conta com a presença de mais de 400 expositores de 30 países e 15 mil participantes de diferentes países. O Pavilhão Brasil conta com 11 empresas de segmentos do agronegócio como carne bovina, frutos da Amazônia (acaí, acerola, cupuaçu e guaraná), própolis, café, amendoins e suco de laranja.

Fonte: Mapa

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com