Momento pede comunicação da porteira para dentro e fora

Momento pede comunicação da porteira para dentro e fora

PARTILHAR
Agronegócio Brasileiro
Agronegócio Brasileiro Foto: Divulgação

Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e entidades do setor produtivo debatem desafios da agropecuária para 2019.

O cenário da agropecuária e do Brasil para o próximo ano: desafios e perspectivas. Esse foi o tom do discurso no seminário Agro Cenário 2019, realizado pela Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), nesta quarta-feira (12). O evento contou com a participação da presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e futura ministra da Agricultura, deputada Tereza Cristina (DEM/MS), do presidente eleito da FPA para 2019, deputado Alceu Moreira (MDB/RS), além de outros parlamentares membros da FPA e entidades do setor produtivo.

Tereza Cristina explicou que o momento pede uma comunicação melhor da porteira para dentro e para fora. “Conhecemos o nosso potencial. Precisamos mostrar isso da forma mais exitosa possível. A agricultura é uma só. O nosso grande desafio agora é fazer a agricultura familiar ser cada vez mais parte integrante da força da agropecuária brasileira”, destacou a presidente.

À frente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a futura ministra destacou que fará uma gestão, interna e externa, mais ágil e alinhada com o Ministério do Meio Ambiente. “A agilidade, com segurança jurídica, vai garantir o progresso que o país precisa”, disse Tereza Cristina.

Para o futuro presidente da FPA em 2019, deputado Alceu Moreira (MDB/RS), a pesquisa e a tecnologia na competitividade da produção brasileira são necessárias. Ele reiterou que o planejamento do setor agropecuário não pode mais ser feito de três em três anos.

“Precisamos pensar a longo prazo. Queremos uma política para 10 anos. Precisamos de previsibilidade e segurança”, enfatizou o deputado. Moreira complementou ainda que o país necessita de políticas públicas mais eficientes e modernas. “Simplificar não é precarizar. É alavancar o desenvolvimento do país. Precisamos de um arranjo produtivo transversal que pense a logística, a infraestrutura, o acesso a crédito e investimentos em uma só política pública”.

O parlamentar participou também do painel ‘Impactos do cenário político em 2019 no agronegócio brasileiro’. No debate, o futuro presidente da FPA afirmou que o novo governo e a nova legislatura do Congresso Nacional abriram espaço para a construção de um Brasil absolutamente novo. “O parlamento precisa responder ao que a sociedade precisa”, defendeu Moreira.

Também presente no evento, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, refletiu sobre os avanços conquistados ao longo de sua gestão, principalmente, na abertura do mercado externo. “Tivemos um trabalho árduo no regaste da confiança do nosso produto perante o mercado internacional. Hoje, a agricultura cresceu de forma exponencial e assumiu grandes responsabilidades. O Mapa é um ambiente prazeroso, pois trabalhamos com a nossa vocação, que é o agro”, disse o ministro.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.