Morfometria do Cavalo Mangalarga Marchador

Morfometria do Cavalo Mangalarga Marchador

PARTILHAR
mapeamento-do-cavalo-morfometria
Foto: Haras Yuri

Na avaliação morfológica dos animais, proporções são as relações entre as diversas regiões do corpo e o conjunto formado por elas.

As medidas das diversas regiões do corpo do cavalo são úteis para cálculos de índices, que permitem a apreciação das aptidões na escolha de espécimes destinados à reprodução e na seleção de diferentes tipos, de acordo com a utilização (Ribeiro, 1989).

O eqüino é considerado bem proporcionado se as partes do corpo, observadas em conjunto, são adaptadas à função a que ele se destina, como sela, esporte ou tração. Segundo Oom & Ferreira (1987), as proporções corporais podem ser avaliadas a partir de índices que evidenciem relações entre as medidas de comprimento, de perímetro e de peso.

Na região de Itapetinga não há estudos, evidências experimentais e, tão pouco, dados divulgados que demonstrem o perfil morfológico do rebanho de eqüinos da raça Mangalarga.
Conduziu-se o presente trabalho com o objetivo de avaliar a morfometria de eqüinos da raça Mangalarga criados na região município de Itapetinga-Ba.

Confira a morfometria do cavalo

mapeamento-do-cavalo-morfometria-completa
La Bestia Negra do Yuri / Foto: Haras Yuri
  1. LÁBIO SUPERIOR
  2. LÁBIO INFERIOR
  3. NARINA
  4. FUCINHO
  5. GANACHA
  6. MENTO
  7. REGIÃO MESSETÉRICA
  8. FONTE
  9. OLHAU
  10. CHANFRO
  11. BORDA SUPERIOR
  12. TÁBUA DO PESCOÇO
  13. BORDA INFERIOR
  14. CERNELHA
  15. ESPÁDUA
  16. BRAÇO
  17. CODÍLHO – TUBEROSIDADE DO ÓLECRANO
  18. ANTE – BRAÇO
  19. JOELHO – OSSOS DO CARPO
  20. CANELA
  21. BOLETO – METACARPO
  22. QUARTELA – FALANGE
  23. VAZIO EXTERAL
  24. PROFUNDIDADE
  25. COSTADO
  26. FLANCO
  27. VIRILHA
  28. TRIANGULO ESQUILÁTERO
  29. GARUPA – TUBEROSIDADE DO ÍLEO ATÉ A PONTA DO ISQUEO
  30. FEMUR
  31. PERNA
  32. JARRETE – ART. DO JARRETE
  33. CANELA
  34. BOLETO
  35. COROA
  36. CAUDA
  37. REGIÃO SACRAL
  38. DORSO LOMBO
  39. VENTRE
  40. SILHADOURO
  41. ORELHA
  42. FRONTE
  43. CASCO
  44. FALCE
  45. COMISSURA LABIAL
  46. PATELA (SOLDRA – ART. FEMURO TÍBIA PATELAR)
  47. TROCANTER MAIOR DO FÊMUR
  48. TUB. EROSIDADE ISQUIÁTICA
  49. TUBEROSIDADE ILÍACA
  50. CENTRO DA ART. ÚMERO RÁDIO-ULNAR
  51. ATLAS
  52. ARTICULAÇÃO ESCÁPULO-UMERAL

Proporções ideais do cavalo

  • Pescoço maior que a cabeça;
  • Perna maior que a canela – 1,70/1;
  • Ante–braço maior que a canela – 1,50/1;
  • Vazio sub–external 1,25 – 1,33 tam da profundidade toráxica;
  • Garupa mais longa que larga;
  • Espádua, dorso lombo e garupa proporcionais formando losango;
  • Triângulo equilátero formado pela Patela, Tub. Iliáca e Tub. Isquiática;
  • Altura de cernelha maior que a altura de garupa.

Raferência: AVALIAÇÃO MORFOMÉTRICA DE EQUINOS DA RAÇA MANGALARGA CRIADOS NA REGIÃO DO MUNICÍPIO DE ITAPETINGA.

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.