Morre Alberto Alves Santiago, um dos maiores pesquisadores do zebu

Morre Alberto Alves Santiago, um dos maiores pesquisadores do zebu

PARTILHAR

Autor de dezenas de livros sobre pecuária, ele tinha 101 anos e foi enterrado ontem, em São Paulo

Morreu na última quarta-feira (11/4), em São Paulo, o engenheiro agrônomo e pesquisador Alberto Alves Santiago, um dos maiores especialistas da pecuária zebuína no Brasil e no mundo. Ele tinha 101 anos de idade.

Doutor Alberto, como era conhecido, foi o primeiro diretor do Instituto de Zootecnia (IZ) de São Paulo, entre 1969 e 1975. Na época, o instituto era denominado Departamento de Indústria Animal.

Ele também é autor de diversas publicações como O Zebu: sua história e evolução no Brasil; O Zebu na Índia, no Brasil e no mundo; Pecuária de Corte no Brasil Central; Gado Nelore – 100 Anos de Seleção, entre outras contribuições fundamentais para a pecuária brasileira.

Alberto Alves Santiagoa no Museu do Zebu, em Uberaba (MG) (Foto: ABCZ/Divulgação)

Seu nome também passou a nomear o prêmio “Eng. Agr. Alberto Alves Santiago“, entregue pelo Instituto de Zoologia aos pesquisadores que se destacam na área.

Em 1986, o Doutor Alberto recebeu o prêmio Mérito ABCZ, entregue pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu. Ele era membro do colégio de jurados e do conselho técnico da associação.

Ainda neste ano, um dos pavilhões do Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG), foi batizado com seu nome.

Em nota, o presidente da associação, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, lamentou a perda.

“É, sem dúvida, uma grande perda para a pecuária. Em nome da ABCZ e de nossos mais de 20 mil associados, agradecemos por toda dedicação e empenho ao Zebu. Seus estudos ficarão eternizados nos campos brasileiros, com a evolução do rebanho nacional”, disse.

O corpo do Doutor Alberto Alves foi enterrado em São Paulo, no Cemitério Gethsêmani, nesta quinta-feira (12/4).

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com