Morre maior nome do mundo sertanejo, Parrerito

Morre maior nome do mundo sertanejo, Parrerito

PARTILHAR

Parrerito, do Trio Parada Dura, morre em BH com Covid-19; Cantor tinha 67 anos e era diabético. Diagnosticado com coronavírus, ele estava internado desde o dia 29 de agosto.

O cantor Parrerito morreu por volta das 21h30 deste domingo (13), em Belo Horizonte, como informou a assessoria de imprensa do Trio Parada Dura. Diagnosticado com Covid-19, o músico estava internado desde o dia 29 de agosto e não resistiu às complicações da doença.

Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, tinha 67 anos e era diabético. No último dia 31, ele teve um mal súbito e precisou ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital, onde permaneceu em estado grave.

“Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura”, afirma a assessoria em comunicado enviado à imprensa.

Atualmente, o Trio Parada Dura era formado pelos músicos Parrerito, Creone e Xonadão. Os outros dois integrantes da banda fizeram o exame e testaram negativo para coronavírus. A esposa de Parrerito também foi diagnosticada com a Covid-19, mas se recuperava em casa.

“Familiares e a equipe Trio Parada Dura agradecem todas as correntes de orações e fé formadas durante a luta de Parrerito pela vida. Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele”, diz ainda a nota.

Parrerito nasceu em São Fidélis (RJ), mas construiu a carreira, com o Trio Parada Dura, em Minas Gerais. Ele morava com a família em Contagem, na Região Metropolitana de BH. O artista deixa esposa, filhas e netos.

“É com muita tristeza e o coração apertado que informamos o falecimento do cantor Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, neste domingo, 13 de setembro, em Belo Horizonte (MG). Voz principal do Trio Parada Dura, Parrerito morreu por volta das 22h após complicações causadas pela Covid-19. Parrerito foi internado há 16 dias no Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), com sintomas do novo coronavírus e, por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença”, diz o comunicado da assessoria de imprensa.

Luto na música sertaneja

Nas redes sociais, famosos e amigos lamentaram a perda. “Mais um grande artista se foi… Descanse em paz, Parrerito! Que seja sempre lembrado por tudo de bom que fez pela música. Meus sentimentos à família, amigos e fãs!”, publicou Bruno Belutti, da dupla Marcos & Belutti.

“Descanse em paz, #Parrerito!”, escreveram João Neto e Frederico. “#RIPParrerito”, disse Leonardo.

Trio Parada Dura

Parrerito entrou para o Trio Parada no lugar do irmão Barrerito, que sofreu um acidente aéreo na década de 1980, ficou paraplégico, e decidiu seguir carreira solo.

O fundador do grupo e último representante da formação original, Carlos Alberto Mangabinha Ribeiro, conhecido como Mangabinha, morreu em 2015 depois de ter um acidente vascular cerebral.

O Trio Parada Dura foi criado em 1971 e teve diversas formações ao longo da história. “Fuscão Preto”, “Telefone Mudo” e “As Andorinhas” estão entre as músicas de maior sucesso gravadas pelo grupo.

Com informações do G1

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com