Morre a maior promessa do Gir Leiteiro, veja o vídeo!

PARTILHAR
Foto Divulgação

Uma das maiores promessas do Gir Leiteiro no país, conhecido como Jagunço AVLA, ele tem um histórico de vendas que supera as 10.000 doses vendidas!

É com pesar que anunciamos o falecimento do touro Jagunço AVLA“, assim foi a abertura do comunicado emitido pela CRV Brasil, em seu instagram no dia de ontem, 04. Conhecido como uma das maiores promessas do Gir Leiteiro no país, o jovem touro Jagunço AVLA, foi apresentado pela central em 2020, com uma grande expectativa.

“Demos continuidade ao trabalho realizado com base na filosofia da gestão inteligente do rebanho, visando a produção de vacas eficientes, saudáveis e de fácil manejo, que atendam às necessidades dos nossos clientes”, explica Cesar Franzon, gerente de Desenvolvimento de Mercado da CRV Lagoa, durante a apresentação do ingresso do animal na Central.

Ainda segundo o comunicado da CRV, o animal possui mais de 10.000 doses de sêmen vendidas ao mercado. Toda a equipe da Central lamentou a grande perda que a raça teve com a morte deste animal. “A equipe da CRV gostaria de agradecer ao seu proprietário e criador pela importante trajetória desse campeão”.

A grande promessa do Gir Leiteiro, Jagunço, pertencia a fazenda Gir AVLA/Gir no Balde, localizada em Minas Gerais, no município de Barra Longa. Os proprietários também lamentaram, com grande tristeza, a perda inestimável para o seu plantel e para a raça no país.

“Pessoal, hoje infelizmente a postagem é diferente. Viemos comunicar o falecimento de uma das maiores promessas AVLA e, na nossa opinião, do gir leiteiro. O Jagunço se caracterizava por uma beleza ímpar, por uma família extremamente leiteira, pela sua abertura de sangue e pelo seu alto genoma e de sua progênie. Estamos muito tristes, mas sabemos que ele será eternizado pelos seus descendentes”, informou em sua rede social.

O jovem touro, que teria os seus dados provados sendo divulgado em 2026, já possuía como destaque:

  • Família consistente para produção de leite;
  • Maior padronização da produção;
  • Aumento na produção de leite e menor taxa de descarte.

Inúmeros foram os comentários nas postagens que informaram a morte do animal. Em relação a causa da morte, essa não foi divulgada até o momento. A morte aconteceu no dia 01 de julho de 2022. Com certeza podemos afirmar que, aqueles que ainda utilizam seu sêmen, estão seguindo no caminho para uma pecuária leiteira mais lucrativa!

Gir Leiteiro

O Gir Leiteiro é reconhecidamente o zebuíno de maior produtividade leiteira em clima tropical. A raça vive um momento de destaque por apresentar características adequadas, oportunas e peculiares para alcançar crescentes níveis de progresso na pecuária leiteira mundial.
Por ser uma raça originária da Índia, um país tropical, e com muitas semelhanças das condições edafoclimáticas brasileiras, o Gir Leiteiro encontrou no Brasil ambiente propício para expressar seu potencial na produção de leite.

A raça caracteriza-se pela resistência a endo e ectoparasitas. Outra característica é o sistema termorregulador que permite que a vaca tolere altas temperaturas sem entrar em estresse térmico, comum em outras raças leiteiras, principalmente as europeias.

Tem grande capacidade de converter pastagens em leite, tornando o custo de produção da atividade mais baixo do que os animais confinados. Por apresentar maior rusticidade e resistência a raça dispensa a grande utilização de medicamentos e carrapaticidas que deixam resíduo no leite.

O Leite produzido pelas vacas Gir leiteiro é de grande qualidade nutricional. O Gir Leiteiro produz um leite com grande porcentagem de gordura e proteína, sendo assim um produto bastante apreciado pela indústria de laticínios. Outra vantagem é a produção do Leite A2, que diminui a incidência de alergias a determinada proteína do leite, comum em outras raças leiteiras.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com