Natureza: camera grava texugo enterrando bezerro

Natureza: camera grava texugo enterrando bezerro

PARTILHAR
Texugo enterrando bezerro
Foto: COURTESY OF EVAN BUECHLEY / Science News

Texugos são conhecidos por enterrar suas refeições, mas geralmente isso acontece com animais de pequeno porte, como roedores, lebres e coelhos. Mas os pesquisadores de Utah encontraram um que armazena algo bem maior – bezerros mortos.

Os texugos

São animais que estão espalhados por diversas partes do mundo, e comem o que está em maior oferta nas proximidades da toca. Tem hábitos noturnos, é muito veloz pois chega a correr até 30 km/h.Possui unhas grandes e fortes, e também mandíbula forte. Uma característica marcante são duas listras pretas que ficam em cada lado de sua cabeça, o que dá um destaque muito grande pois sua cabeça é branca.

A história

O texugo americano é conhecido para armazenar carniça no solo. Os animais enterram suas futuras refeições, que funciona algo como um frigorífico natural, mantendo a comida fresca e escondida de qualquer coisa que possa querer roubá-lo. Os pesquisadores, porém, nunca tinham visto texugos enterrando algo maior do que um macaco – até 2016, quando um bezerro jovem morreu no noroeste de Utah.

Em janeiro, pesquisadores da Universidade de Utah haviam estabelecido sete bezerros (todos mortos por causas naturais) com peso de 18 a 27 quilos no Deserto da Grande Bacia, cada um deles monitorado por uma armadilha de câmera. Depois de uma semana, uma das carcaças desapareceu, embora ela, como as outras, tivesse sido colocada no lugar para que nada pudesse arrastá-lo. 

Então eles verificaram a câmera. O que eles acharam os surpreendeu.

As imagens mostraram um texugo avaliando o bezerro. Na noite seguinte, o texugo voltou e passou quatro horas cavando abaixo e em torno do bovino. Voltou e continuou a cavar na tarde seguinte e na manhã seguinte, altura em que o bezerro caiu na cratera que o texugo tinha cavado. Mas ainda não tinha acabado. O texugo passou um 2 dias fechando o buraco.

E esse enterro pode ter um benefício para os pecuaristas, observam os pesquisadores: se os texugos enterram os bezerros que morreram de doença, isso pode reduzir a probabilidade de uma doença se espalhar. É muito cedo para dizer se isso acontece, mas estudo co-autor Evan Buechley.

Traduzido e adaptado do Science NEWS

PARTILHAR