Novilha pare três fêmeas e um macho, todas serão inférteis?

Novilha pare três fêmeas e um macho, todas serão inférteis?

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Uma novilha que teve quadrigêmeos, 3 fêmeas e 1 macho. Questionamento: todas as fêmeas serão inférteis devido a presença do macho?

Um fato preocupante de quando temos um parto gemelar na propriedade é quanto a presença de um casal, ou seja, nascer um macho e uma fêmea, pois a fêmea será infértil em, praticamente, todos os casos. Mas um parto em questão, chamou atenção nas redes sociais e levantou uma grande dúvida quanto ao assunto, vamos conferir?

Recentemente, a seguinte foto foi compartilhada no Instagram: uma novilha que teve quadrigêmeos, 3 fêmeas e 1 macho. A foto teve uma repercussão enorme (mais 12 mil curtidas) e gerou, principalmente, o seguinte questionamento: todas as fêmeas serão inférteis devido a presença do macho?

Para não deixar os seguidores e leitores na dúvida, pedimos um esclarecimento da especialista em reprodução e professora da UFU, Ricarda Maria dos Santos, para responder essa pergunta.

Relembrando o conceito de Freemartin

Freemartinismo é uma condição resultante da fusão das membranas extraembrionárias (placenta em formação) de cada concepto, que se alongam muito e se sobrepõem dentro dos cornos uterinos. Essas membranas fundidas formam um único córion (camada mais externa da placenta em formação) e dividem um mesmo cotilédone (parte materna da placenta).

Portanto o suplemento sanguíneo será comum entre os fetos em formação. No caso de gestação gemelar com fetos de sexos diferentes ambos serão expostos aos mesmos hormônios. Essa suplementação comum é estabelecida por volta do dia 39 da gestação.

Nos bovinos, o desenvolvimento dos testículos ocorre antes dos ovários. Os testículos produzem o hormônio anti-mulleriano, que tem a função de impedir o desenvolvimento do trato reprodutivo tubular (tubas, útero e vagina) no macho.

Quando a fêmea em desenvolvimento é exposta a esse hormônio o desenvolvimento do trato reprodutivo fica comprometido na fêmea também, bem como o desenvolvimento dos ovários e das células.

A exposição da fêmea a baixas concentrações de estrógenos e altas de testosterona também alteram o desenvolvimento do sistema nervoso central, o que resulta no comportamento masculinizado da fêmea freemartin.

Logo…

“Respondendo a dúvida: Sim, baseados na etiologia do freemartinismo, todas tem chances de serem freemartin.”  Segundo a Ricarda, partos gemelares podem ainda trazer complicações para a mãe, como retenção de placenta e metrite, por exemplo. 

Que pena não é, gente? Mas, ainda assim, vale a pena investir nessa novilha, não é mesmo? Vai que da próxima vez venham só fêmeas… 

Fonte: Adaptado Milk Point

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com