Novilho Precoce MS certifica sustentabilidade de fazendas

Novilho Precoce MS certifica sustentabilidade de fazendas

PARTILHAR
novilho-precoce
Foto: Novilho Precoce MS

Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Novilho Precoce entrega atestado de certificação a 50 produtores que integram Protocolo de Sustentabilidade.

A Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Novilho Precoce (ASPNP) realizou na noite dessa segunda feira (11), no auditório da Famasul, a entrega dos Atestados de Certificação das fazendas que integram o Protocolo Novilho Precoce de Sustentabilidade (PNP). Ao todo, 50 propriedades receberam o certificado. Elas estão distribuídas em 25 municípios de Mato Grosso do Sul e juntas somam mais de 141 mil hectares e 123 mil cabeças de gado.

O PNP desenvolve desde 2012, ações de sustentabilidade mediante a adoção de protocolos que garantam a produção de alimentos seguros, provenientes de sistemas de produção ambientalmente corretos, socialmente justos, economicamente viáveis e que priorizam o bem-estar dos animais.

novilho precoce ms
Foto: Novilho Precoce MS

Sustentabilidade como objetivo

O trabalho de adequação da produção a esses critérios de sustentabilidade podem garantir de fato a conservação das áreas, tanto no Cerrado, quanto no Pantanal, conseguindo o equilíbrio entre a produção e a conservação” Júlio César Sampaio, coordenador do programa Cerrado-Pantanal WWF Brasil.

“O pecuarista atual está próximo da aplicação desses critérios pela evolução da produção de carne no Brasil e no mundo. As novas tecnologias e práticas vem sendo discutidas e a Embrapa participa como grande referência desse processo, esses produtores vem cada vez mais aplicando esses protocolos, por isso que o processo de capacitação é tão importante na educação ambiental. Entendemos que é um processo de ganha-ganha, uma vez que produtor aplica a metodologia na sua produção, ele gera benefícios para a fazenda e serviços ambientais” finaliza Júlio Cesar.

“O animal de qualidade, bem acabado, jovem e com bom peso, nós já dominamos e com a implantação do protocolo vamos mostrar como ele é produzido. Ouvir produtores enfatizando que a fazenda está mais organizada, planejada é muito gratificante. Podemos dizer que somos um exemplo à ser seguido; certificar cinquenta fazendas com um atestado de sustentabilidade não é para qualquer um. Eu espero que isso sirva de modelo para que outras entidades no Brasil vejam que é possível fazer, pois entendemos que esse modelo é necessário para o setor pecuário como um todo” – Nedson Rodrigues, Presidente da Novilho Precoce.

novilho-precoce-9
Foto: Wisley Torales

Verticalização da Novilho Prococe

O presidente Nedson aproveitou para anunciar que a Novilho Precoce MS pretende verticalizar a produção e levar a carne até as gôndolas do supermercado. “Começamos o trabalho de verticalização no ano passado, queremos comprar o boi gordo do associado e levar essa carne até as gôndolas dos açougues e varejistas. Enfrentamos várias dificuldades com a indústria frigorifica, apesar das parcerias estabelecidas e sabemos do desafio que é fazer parte de todo o processo. Entretanto, com o selo de sustentabilidade e certificado de origem da carne daremos um valor muito maior ao nosso produto. A carne necessariamente tem que ser boa, saborosa e macia, mas também precisa ter um histórico de como foi produzida e sua origem certificando sua sustentabilidade, isso a Novilho Precoce garantirá” – salientou Nedson.

Sobre o Protocolo do Novilho Precoce

O Protocolo é baseado no Programa Boas Práticas Agropecuárias da Embrapa (BPA) e ambos são importantes ferramentas de gerenciamento que possibilitam a identificação, pelo produtor, dos pontos que necessitam de melhorias que poderão resultar em um aumento da produtividade e da rentabilidade dos sistemas produtivos, além de garantir a sustentabilidade.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Fundador e editor do Compre Rural, pós graduado em Consultoria Web, especialista SEO e aspirante a produtor rural.