O leite nas redes sociais: informação ou desinformação?

O leite nas redes sociais: informação ou desinformação?

PARTILHAR
Swinging-cow-brush
Tecnologia utilizada para o bem-estar animal / Foto: DeLaval

Direta ou indiretamente todos estamos ligados nas redes sociais. Realmente elas vieram para ficar, trazendo muitos benefícios para seus usuários.

A velocidade que uma notícia se espalha via rede social é incrível, a ponto de muitas vezes não dar tempo de conferir se ela é verídica.

Como todo bônus tem um ônus, ficamos mais suscetíveis às fake news e por vezes, compartilhamos coisas sem saber se realmente são verdade e sem saber a fonte. Dessa forma, mesmo sem intenção, acabamos colaborando para sua propagação.

Esta velocidade de informações (nem sempre verdadeiras), atinge todos os setores, inclusive o do leite. Quando nos deparamos  com postagens negativas e por vezes mentirosas, precisamos agir de forma inteligente para contrapor.

De nada adianta ficarmos batendo boca nas redes sociais e acusando as pessoas disto ou daquilo. O leite tem inúmeros prós, então devemos focar neles, sempre postar coisas boas sobre a matéria-prima, vantagens de seu consumo, seguridade de como é produzido, compromisso com qualidade, inclusive compromisso com o meio ambiente.

Toda vez que formos falar bem do leite, não precisamos dizer que isto é uma resposta ao post de alguém que não sabe o que fala, pois fazendo isso, conduziremos as pessoas a procurar tal post para ver. Sei que tem coisas que só de ler ou ouvir nos irrita, tamanha ignorância de quem posta falando mal ou está sem embasamento.

Porém, discutir não muda nada, não vamos mudar a opinião destas pessoas, então vamos fazer o oposto do que eles esperam: ao invés de bater de frente, vamos ignorar, vamos mostrar as VERDADES sobre os lácteos. Todo cuidado é pouco nestas horas, especialistas em redes sociais cometem alguns erros em suas postagens, imagina nós que somos produtores e usamos rede social de forma amadora?

Podemos não ser experts em postagens, mas sabemos o que é certo e o que é errado, então vamos nos esforçar para não ficar fomentando as coisas erradas.

Se usarmos de forma estratégica as redes sociais, para o bem do leite, certamente atingiremos um público cada vez maior, seremos reconhecidos por nossa conduta correta e focada na verdade, conduta de quem não fica batendo boca e nem é adepto das gritarias.

Afinal, somos produtores de leite, disto que entendemos e é isso que devemos mostrar.

Fonte: Milk Point

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com