Os produtores usam água de forma responsável

Os produtores usam água de forma responsável

PARTILHAR
presidente-CNA
Fonte: CNA

No evento sobre utilização da água, presidente da CNA defende posição dos produtores na sua forma de utilização.

Ao discursar na abertura do evento preparatório para o 8º Fórum Mundial da Água, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, afirmou ser preciso mostrar ao mundo que os produtores rurais brasileiros usam a água de forma racional e responsável para a produção de alimentos.

O seminário “Os agricultores no 8º Fórum Mundial da Água”, na sede da CNA, promoveu o debate com produtores rurais, pesquisadores e representantes de entidades sobre as ações que o setor quer levar para o encontro, com foco no uso sustentável e racional da água na propriedade rural, reserva de água e aspectos econômicos da agricultura irrigada.

Para João Martins, o Fórum vai ser uma grande oportunidade para o produtor mostrar o potencial agrícola do país. “E também mostrar ao mundo que temos responsabilidade no bom uso da água”.

E a irrigação, cada vez mais eficiente, será fundamental para o país dar saltos ainda maiores na produção agropecuária e ajudar o Brasil a se tornar o principal fornecedor de alimentos ao mundo.

Palestras – Os participantes do evento destacaram a importância da água para a agropecuária e reforçaram o uso da irrigação para aumentar a produtividade e gerar renda.

Segundo Lineu Rodrigues, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a agricultura irrigada é uma maneira de garantir produção e sustentabilidade ambiental. “Com irrigação você verticaliza a produção e não abre novas áreas agrícolas.”

O coordenador regional do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Ivo Mello, afirmou que é preciso “aproveitar o fórum para incentivar o diálogo entre as instituições para trabalharmos com fatos e números reais do setor, mostrando os benefícios de usar a água de forma eficiente”.

Para o diretor da MB Agro Associados, José Carlos Vannini, a irrigação tem efeitos diretos na economia, estabelecendo equilíbrio na oferta e nos preços de produtos como o feijão e principalmente o arroz, que é uma cultura 90% irrigada.

“A irrigação traz uma série de benefícios para aumentar a produção, possibilitando várias safras por ano e diminuindo o risco de quebra de produção por falta de água. Sem irrigação, o impacto seria muito grande, principalmente para o consumidor, com redução na oferta de alimentos.”

Em relação aos resultados do Fórum Mundial da Água para a agropecuária brasileira, o diretor da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa), Jorge Werneck, explicou que as discussões serão usadas para orientar políticas públicas e ações mundiais para o uso eficiente da água.

O seminário “Os agricultores no Fórum Mundial da Água” terá como resultado um documento com o posicionamento do setor para o 8º Fórum Mundial da Água que acontecerá em Brasília, no período de 18 a 23 de março.

Fonte: CNA

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com