Pastagens com irrigação: salto de 2 para 5 mil litros ao mês

Pastagens com irrigação: salto de 2 para 5 mil litros ao mês

Pastagem Irrigada com Pivot
Pastagem Irrigada com Pivot / Foto: Divulgação

Pastagens com irrigação servem de exemplo pra agricultores.

“Penso que o que está fazendo a diferença é a pastagem e a irrigação. Antes da irrigação nossa produção de leite era de 2 mil litros/mês, depois da irrigação a média é de 5 mil litros/mês. Tenho pastagem o ano inteiro”, comemora o agricultor Leomar Jorge Maschio, da comunidade Nossa Senhora das Graças, em Lagoa Vermelha. Esse resultado e o trabalho desenvolvido por Maschio levou à propriedade de nove hectares a ser sede de uma Tarde de Campo, que contou com a presença de mais de 100 agricultores.

Mas esse avanço não foi fácil

Maschio conta que adquiriu a propriedade em 1998 e após a análise de solo constatou-se que seriam necessárias 22 toneladas/hectare de calcário para recuperá-lo. Como não tinha condições financeiras e não se enquadrava no Pronaf na época, por sua esposa ser professora, teve que ir recuperando o solo aos poucos. “Quando começamos, tínhamos seis vacas de leite, em 15 dias morreram três. Paramos a atividade leiteira e continuei com mel. Depois o mel parou de produzir e voltei para a vaca de leite. Agora estamos com uma estrutura boa. Temos sete vacas em lactação, três novilhas com parto previsto para maio, quatro novilhas que serão inseminadas no mês que vem e cinco terneiras. Está valendo a pena”, contou Maschio para o público da Tarde de Campo.

Em cinco estações foram tratados os temas irrigação, manejo de pastagem, manejo alimentar de bovinos de leite, qualidade do leite e política de fomento da Cooperativa Santa Clara. Para o produtor do município de Ibiraiaras, Mauri Bernardi, o evento valeu a pena. Ele tem 14 vacas e uma produção média de 5 mil litros de leite/mês. “Em todo dia de campo que a gente vai alguma coisa se aprende. Mesmo que já tenha ouvido falar, reforça. Hoje, o que mais me chamou a atenção foi a pastagem e a irrigação. Tenho feito as contas e acho que vou ter que fazer irrigação, porque é a única solução que tem para a gente não ficar sem pasto na propriedade e não diminuir a produção”, avaliou Bernardi.

FONTE: Agrolink com informações de assessoria.