Pecuarista do interior do estado de São Paulo é multada por confinamento...

Pecuarista do interior do estado de São Paulo é multada por confinamento irregular de gado

PARTILHAR

A Polícia Ambiental registrou nesta semana (18), um crime de maus-tratos a animais, em Estrela d’Oeste, a 140 quilômetros de São José do Rio Preto. Uma pecuarista é suspeita de manter 200 cabeças de gado em uma propriedade de 38 hectares, uma média de 5 animais por hectare, quando o recomendado seria no máximo 2.

Informações do boletim de ocorrência dão conta de que o policiamento esteve na propriedade rural após receber uma denúncia anônima. Os policiais constataram que, além do local impróprio, onde os animais foram confinados, eles não tinham o que comer. Cinco carcaças de boi foram encontradas.

Na oportunidade, um veterinário foi chamado pela Polícia Ambiental e atestou os maus-tratos. A pecuarista foi multada em R$ 6 mil por cada animal morto, o que totaliza R$ 30 mil. O restante dos bois foi levado para a propriedade ao lado.

Como medida administrativa foi elaborado pelos policias o auto de Infração Ambiental, “por praticar ato de maus-tratos a animal”, infração do artigo 29 da Resolução SMA 48/2014.

A pecuarista, que esteve na delegacia de Estrela d’Oeste para prestar esclarecimentos sobre o caso, também responderá (em liberdade) pelo crime ambiental previsto no artigo 32 da Lei 9605/98, pena de detenção de três meses a um ano e multa.

Os principais fatores que devem ser levados em conta para ganho de peso a pasto
Os principais fatores que devem ser levados em conta para ganho de peso a pasto

Fonte Jornal 4Cantos