Peixes nos bebedouros das vacas são alternativa para manter a água limpa?

PARTILHAR

A limpeza passa a ser dificultada pela presença do peixe, e muitas vezes o intervalo entre uma boa limpeza e outra acaba ficando muito longo.

Seria a criação de peixes no bebedouro das vacas uma solução para manter a água limpa?

Cascudo, acará, lambari, dourado, entre outros. Não é incomum de encontrar em algumas regiões esses peixes sendo criados dentro do bebedouro das vacas. A intenção seria de aumentar o intervalo entre as lavagens do bebedouro, fazendo com que o peixe coma o lodo e algas que acumulam na parede, o concentrado que as vacas trazem na boca e caem na água, parasitas e demais tipos de matéria orgânica que venha a acumular com o tempo.

A ideia parece ser bem-intencionada, mas existem muitos problemas e desafios que essa prática pode acarretar.

De fato, os peixes consomem parte da matéria orgânica que acumula no bebedouro, porém da mesma forma que consomem, também vão defecar nessa água, e a contagem de coliformes fecais pode aumentar e ser constantemente consumida pelas vacas.

A limpeza passa a ser dificultada pela presença do peixe, e muitas vezes o intervalo entre uma boa limpeza e outra acaba ficando muito longo. Um desafio que se observa é quando por exemplo uma vaca defeca dentro do bebedouro, e é preciso esvaziar para realizar a limpeza, não se encontra onde colocar o peixe enquanto se esgota a água, e a limpeza muitas vezes acaba sendo postergada ou não acontece.

Outro problema é a aparência e cheiro da água alterado, muitas vacas passam a beber o mínimo de água para suas necessidades, mas o consumo geralmente reduz por conta das propriedades da água com o peixe, reduzindo também o consumo de matéria seca, e, consequentemente, a produção das vacas.

Muitas vezes, os peixes acabam morrendo no bebedouro, por conta da falta de filtragem da água e acúmulo de compostos tóxicos, assim como o próprio cloro do tratamento da água e problemas na oxigenação da água. Principalmente quando o bebedouro fica em piquetes distantes, a morte dos peixes acaba sendo percebida dias depois, o que pode implicar no consumo da vaca com água contaminada com a carcaça desses animais mortos, gerando problemas sérios de risco de contaminações e intoxicações, como Clostridium e toxinas geradas na decomposição.

limpeza do bebedouro ideal deve ser realizada diariamente ou ao menos 4 vezes na semana, e uma limpeza mais profunda semanalmente. Esfregando bem as paredes internas do bebedouro, fundo e removendo acúmulos de matéria orgânica. De forma que a água fique sempre com bom nível de transparência, sem odores desagradáveis. Dessa forma a água fornecida aos animais será sempre limpa e o consumo não será limitado. Quando a vaca não bebe toda a água que gostaria, o consumo não atingirá o seu máximo, e se sabe da forte relação do consumo de matéria seca e produção de leite.

Assim, para não limitar a produção, não se pode limitar o consumo de água.

peixe na agua de vacas

Uma vaca consegue consumir aproximadamente 20 litros de água por minuto.

Informações importantes sobre ingestão de água das vacas:

  • Vacas consomem até 4L de água para cada litro de leite produzido, os quais 90% vêm da água de bebida e o restante dos alimentos;
     
  • Temperatura e umidade aumentam dramaticamente o consumo de água. Acima de 22ºC e alta umidade, uma vaca pode aumentar sua exigência em 1,2 a 2 vezes seu consumo de água comparado a neutralidade de temperatura;
     
  • A vaca consome de 50 a 60% da água imediatamente após a ordenha, um bebedouro linear nos corredores de retorno é indicados.
     
  • Vacas passam aproximadamente 6 horas por dia comendo, mas apenas 20 minutos bebendo água. Garanta um bom fluxo de água para quando uma vaca procurar o bebedouro não estar vazio ou com pouca vazão. Para teste, retira a água do bebedouro cheio com um balde de 10 litros, o bebedouro deve retornar ao nível cheio em 40 segundos;
     
  • Caso necessário procure apoio técnico para enviar amostras da água a um laboratório e conhecer mais sobre as características da água de sua propriedade. 
Fonte: MilkPoint

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com