Pesquisa busca relação entre gordura e precocidade do Nelore

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Pesquisa da ANCP avalia o impacto da gordura sobre a precocidade sexual de fêmeas Nelore; experimento acontece pelo segundo ano consecutivo

Com o objetivo de avaliar o impacto da gordura sobre a precocidade sexual de fêmeas Nelore, a ANCP acompanhou os exames de ultrassonografia de carcaça no início da estação de monta de novilhas precoces, realizados nesta quarta-feira, dia 10, na Fazenda Bacuri, em Barretos (SP).

O experimento acontece pelo segundo ano consecutivo na propriedade. Em 2020, os exames de ultrassonografia de carcaça foram realizados no início e no final da estação de monta. O resultado apontou que as fêmeas que ganharam mais gordura durante a estação de monta foram as que tiveram maiores índices de prenhês, independente do peso.

A repetição do experimento este ano busca armazenar e coletar dados mais consistentes, explica o diretor de Pesquisa e Inovação da ANCP, Fernando Baldi, que lidera a pesquisa. “O trabalho com base em estudos e informações prévias identificou que as fêmeas que já possuem predisposição para armazenar gordura também apresentam maior precocidade sexual”, ressalta.

Também faz parte da pesquisa o professor Saulo Silva, da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos – FZEA, da USP de Pirassununga, que é o responsável pelos exames de ultrassonografia. A mestranda Flávia Bis completa a equipe cuidando da análise das informações.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com